Quando embarcamos para Moscou, eu esperava encontrar uma cidade bem ao estilo “selva de pedra”. Mas me surpreendi com parques lindos e passeios deliciosos ao ar livre. A primavera tinha acabado de chegar e os russos pareciam estar curtindo os dias de sol 🙂

convento-de-novodevichy-em-moscou-as-abobadas-vistas-do-parque

Um dos passeios ao ar livre mais legais da nossa viagem foi visitar o Convento de Novodevichy. Fica um pouquinho afastado do centro, mas de metrô dá pra chegar em tipo 20 minutos. É só ir até a estação Sportivnaya seguir mais uns 10 minutinhos pela rua Ulitsa 10 Letya Oktyabrya até ver as abóbadas do convento (ao sair da estação, tem uma plaquinha discreta indicando a direção).

convento-de-novodevichy-em-moscou-parque-e-catedral

O convento é lindo, lindo. A construção mistura a arquitetura tradicional russa com o barroco da Europa Central, criando o que ficou conhecido como Barroco Russo (ou Barroco Naryshkin). Foi fundado em 1524, em celebração à reconquista de Smolensk, na guerra contra a Lituânia.

A catedral de Nossa Senhora de Smolensk, branca com abóbadas prateadas, lembra um pouco a Catedral da Assunção, no Kremlin. O exterior relativamente simples esconde um riquíssimo iconóstase (tipo uma parede com uma sequência imagens santas emolduradas de ouro, bastante comum nas igrejas ortodoxas russas), doado pela czarina Sophia, meia-irmã de Pedro, o Grande, que governou a Rússia até ser forçada pelo irmão a entrar para o convento, passando o resto da vida enclausurada lá.

convento-de-novodevichy-em-moscou-nossa-senhora-de-smolensk

Se você reparar, o muro que cerca o convento também tem alguma semelhança com o muro do Kremlin… E isso é porque aquele local originalmente começou a ser construído como fortaleza militar, para defender o sul de Moscou. Daí também as torres de observação ao longo do muro.

Convento de Novodevichy em Moscou - Igreja da Assuncao

No complexo de Novodevichy há também um museu que exibe obras de arte e artigos religiosos, além de várias outras igrejas. Nós visitamos uma bem grande, de fachada vermelha, que é a Igreja da Assunção. Vale lembrar que as mulheres costumam cobrir a cabeça ao entrar nas igrejas, então é legal levar um lenço na bolsa.

convento-de-novodevichy-em-moscou-interior-de-uma-igreja-ortodoxa-russa

Durante o período soviético, o convento passou por uma série de transformações e funcionaram ali uns 3 museus e uma escola do Instituto Teológico de Moscou. Só em 1994 as freiras retornaram ao convento. Dez anos depois, em 2004, Novodevichy entrou para a lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO.

convento-de-novodevichy-em-moscou-astronauta-no-cemiterio

Atrás do convento fica um cemitério muito interessante, onde descansam grandes personalidades russas, inclusive o presidente Boris Yeltsin. Cientistas, bailarinas e artistas estão ao lado de incontáveis heróis nacionais, de generais a astronautas. É legal dar uma volta para ver as estátuas e as decorações dos túmulos – tem até esculturas de aviões e tanques de guerra!

convento-de-novodevichy-em-moscou-herois-nacionais-no-cemiterio

Enquanto estávamos passeando pelo cemitério, uma senhorinha resolveu puxar assunto com o Guilherme, mesmo ele deixando claro que não falava russo. A velhinha desandou a falar e ele, muito atencioso, ficou lá prestando atenção… rs rs Ela dizia “papa” e apontava orgulhosa para o memorial aos pilotos da Primeira Guerra Mundial – de onde o Guilherme concluiu que o pai dela era aviador.

convento-de-novodevichy-em-moscou-guilherme-falando-russo-com-a-velhinha

O parque de Novodevichy se espalha ao redor de um lago que você pode contornar por uma espécie de ciclovia, entre bicicletas e patins. Do lado oposto ao convento, um dos lugares preferidos das crianças: a escultura de uma família de patos. Sentamos num banco ali perto e ficamos vendo mamãe pata e seus patinhos fazendo papel de cavalinho para crianças de 2 ou 3 anos que cismavam de montar neles… rs

convento-de-novodevichy-em-moscou-estatua-da-familia-de-patos-no-parque

Se você trouxe um lanche, é hora do picnic. Se não trouxe, aproveite o caminho de volta e entre numa pequena transversal da rua Usacheva (ul. Усачева 35), bem ao lado de uma das entradas do metrô, para encontrar o Café Spektr (кафе Спектр) – veja o mapa. Restaurante agradável, com decoração moderninha e pratos gostosos, anexo a um hotel que leva o mesmo nome.

mapa-novodevichy-moscou-russia

Os  garçons que nos atenderam não falavam outra língua senão o russo, mas eram simpáticos. Usamos o cardápio em inglês para escolher e depois encontramos o equivalente no cardápio em russo para o atendente saber o que a gente queria. Deu certo 🙂

convento-de-novodevichy-em-moscou-cafe-spektr

O que não falta em Moscou são parques bonitos como o de Novodevichy. Para quem viaja entre maio e setembro, fica um convite para celebrar os dias quentes com os russos!

Share

 

7 Comentários

  1. O Convento de Novodevichy é um passeio relaxante, e o cemitério um dos pontos altos de Moscou, pois onde eram enterrados os nobres ou grandes do partido no período da URSS. Me marcou o túmulo do Molotov (do coquetel de mesmo nome), uma figuras mais importantes da 2ª Guerra e do século passado.
    @GusBelli

  2. […] O metrô de Moscou é incrível (lindíssimo!) e a Chkalovskaya permite acesso fácil a todos os locais de interesse – dá para pegar a linha azul direto para o Teatro Bolshoi, a Praça Vermelha… e a linha marrom cruza com quase todas as outras linhas, ligando rapidamente a qualquer ponto de Moscou, inclusive atrações mais distantes como o Museu da Cosmonáutica ou o Convento de Novodevichy. […]

  3. Que lindos lugares. Fiquei com vontade de conhecer, porém tenho receio de ir sozinha para a Russia. Tenho a impressão que é mais seguro ir em uma excursão, através de uma agência de turismo com o acompanhamento de guias.
    Gostaria de ter mais informações sobre o assunto de pessoas que já foram à Russia .

    • Oi, Mirian! Eu não viajei sozinha, estava com o Guilherme, mas nós dois fomos por conta própria (sem guia e sem excursão) e foi bem tranquilo. Cheguei a comentar aqui no blog que a viagem para a Rússia foi muito menos complicada do que eu esperava. Mas o importante é você viajar da maneira como se sentir mais confortável, para aproveitar de verdade! 🙂 Eu gostei bastante de conhecer o trabalho da Tchayka, uma agência brasileira especializada na Rússia – você pode procurar as opções deles.
      Abs e boa viagem!

Exibir Comentários

Close