Vale Sul de Cusco: 3 períodos da história do Peru em um dia

O tour pelo Vale Sul de Cusco não está entre os passeios mais famosos da capital turística do Peru, mas eu achei um dos mais bonitos e interessantes da viagem! Num mesmo dia, a gente vê 3 períodos históricos: como era uma civilização pré-inca, as inovações que os incas introduziram e como a cultura peruana se transformou depois da chegada dos espanhóis.

O fato de ser um dos passeios menos concorridos significa também que esses são alguns sítios arqueológicos menos cheios da região de Cusco, em que a gente conseguiu curtir com menos afobação ;)

Tour pelo Vale Sul de Cusco Peru - Laguna Huacarpay
Laguna Huacarpay, no Vale Sul de Cusco

A ordem em que os locais são visitados pode variar de acordo com a logística da empresa que você escolher para fazer o tour (nem sempre vale a pena fazer esses deslocamentos por conta própria). Mas aqui vou contar sobre os lugares na ordem cronológica, ok?

Pikillaqta: uma cidade da civilização Wari

Quase sempre, cada civilização que se estabelece constrói por cima da civilização anterior. Mas Pikillaqta é uma exceção. As ruínas da civilização Wari foram deixadas ao tempo sem interferência dos incas nem dos espanhóis.

Vale Sul de Cusco Peru - Pikillaqta ruinas da civilizacao Wari pre inca
Pikillaqta: ruínas da civilização Wari, pré-inca

A antiga cidade de Pikillaqta existiu do século 7 ao século 12 e chegou a ter 25 mil habitantes! É impressionante reconhecer toda a estrutura urbana: dá para ver os terrenos agrícolas, a muralha de defesa militar, os conjuntos de casas, as estradas… Muitas estruturas resistiram aos séculos!

Pela pouca disponibilidade de água na região, os incas não ocuparam o lugar da antiga cidade de Pikillaqta. Apenas aproveitaram a estrada principal como parte do Caminho dos Incas, que era a via usada pelos líderes para circular pelas terras do império.

Clique aqui para reservar o tour pelo Vale Sul
Vale Sul de Cusco Peru - Sitio arqueologico de Pikillaqta
Sítio arqueológico pré-inca: uma rua na cidade de Pikillaqta

Sítio arqueológico de Tipón: engenharia e agricultura inca

O sítio arqueológico de Tipón é uma das regiões agrícolas que mostram como a engenharia inca era super avançada! Diversas ruínas incas têm os famosos degraus feitos nas montanhas, mas em Tipón a gente vê uma fazenda completa e tem oportunidade de entender bastante sobre a cultura daquele período.

É possível ver as escadas construídas entre os terraços, o sistema de irrigação que usava água da Cordilheira dos Andes e também os armazéns feitos para estocar alimentos para o período de entressafra (com técnicas para desitratar e manter sem estregar e sem dar bichos!).

Vale Sul de Cusco Peru - Sitio arqueologico de Tipon
Sitio arqueológico de Tipón: engenharia inca

Tudo isso erguido com os métodos de construção antisísmicos, usando formato de trapézio nas portas e janelas, e uma sutil inclinação nas paredes, para que as estruturas fossem capazes de resistir aos terremotos. É bem impressionante!

Como não poderia deixar de ser, o complexo arqueológico inclui pontos de observação astronômica (para acompanhar o calendário de plantação e colheita), além de templos e espaços para cerimônias religiosas. A cultura inca tinha suas atividades produtivas bastante associadas a práticas religiosas, especialmente com relação a oferendas para a terra e para as chuvas.

Leia também: 5 passeios para fazer a partir de Cusco
Ruínas incas no sitio arqueológico de Tipón
Ruínas incas em Tipón, no Vale Sul de Cusco

Barroco Andino em Andahuaylillas: a Capela Sistina das Américas

A terceira parada no passeio pelo Vale Sul de Cusco dá um salto para o século 17, no período em que o Peru era colônia da Espanha. A Igreja de São Pedro em Andahuaylillas tem estrutura da arquitetura típica colonial ibérica, mas se destaca pela decoração exuberante – que lhe rendeu o apelido de Capela Sistina das Américas.

Vale Sul de Cusco Peru - Igreja San Pedro Andahuaylillas
As três cruzes do calvário na igreja de Andahuylillas

A Igreja de Andahuaylillas é uma obra prima do estilo que ficou conhecido como Barroco Andino, versão regional da estética europeia trazida pelos espanhóis. Ao entrar, a primeira coisa que chama a atenção é o altar todo de ouro, e então o teto pintado em um padrão hipnotizante.

Cada detalhe da decoração da igreja revela aspectos importantes sobre como a cultura peruana se transformou com a chegada dos espanhóis (eu conto tudo sobre a Igreja de Andahuaylillas aqui). Também achei muito interessante perceber como os elementos da cultura peruana eram incorporados pelos jesuítas na igreja para facilitar a evangelização.

Clique aqui para reservar o tour pelo Vale Sul
Vale Sul de Cusco Peru - Igreja San Pedro Andahuaylillas interior - Foto Divulgacao
Igreja de Andahuaylillas – Foto: Divulgação (não é permitido fotografar no interior)

Passeio pelo Vale Sul de Cusco

A maior parte dos viajantes tem menos de 5 dias em Cusco e já chega na cidade com o roteiro cheio, invariavelmente focado na ida até Machu Picchu. É mais que compreensível… Mas, se tiver oportunidade, vale a pena incluir um tour pelo Vale Sul.

As entradas para os sítios arqueológicos estão incluídas no boleto turístico de Cusco – reservar o tour significa contratar os serviços de transporte e guia para visitar os três locais.

O passeio começa por volta de 8h30 e vai até 14h30 (podendo ter variação conforme a empresa de tour e o tamanho do grupo). Os trechos de estrada não são longos (os locais ficam entre 25 e 40 km do centro de Cusco) e é possível passar um tempo confortável em cada parada.

Chincharrón: comida típica do Vale Sul

Comidas tipicas do Peru - Chincharron com chicha morada no Vale Sul de Cusco
Chincharrón com chicha morada: prato típico de Cusco

Como o passeio tem umas 6 horas de duração, é bom levar um lanche. Dependendo do seu tipo de tour, veja se há possibilidade de parar em um dos vilarejos para almoçar – você verá muitos restaurantes de carne de porco e porquinho de índia (cuy) no caminho, além de barraquinhas de pães artesanais.

Nós paramos no restaurante Sumac, em Saylla, para provar um prato típico da culinária peruana nessa região de Cusco: o chincharrón! É uma carne de porco frita, acompanhada de batata e milho, muito saborosa! Um prato de 20 soles foi suficiente para duas pessoas, valeu muito a pena e fez a experiência de viagem ainda melhor ;)

Dicas práticas para viajar para Cusco

Peru Cusco - Portal do Comercio Plaza de Armas
Cusco merece uns dias a mais no roteiro de viagem

Soroche: Reserve o primeiro dia para a aclimatação à altitude, evitando bebidas alcoólicas e atividades de grande esforço físico. Tomar chá de folha de coca costuma ajudar a não ficar com dor de cabeça. Não esqueça de fazer um seguro viagem para ter suporte com imprevistos e eventuais atendimentos médicos. Clique aqui para comparar preços de diferentes seguradoras e use o cupom VONTADEDEVIAJAR5 para ter desconto!

Ingressos: Compre o Boleto Turístico de Cusco, que é o ingresso para as principais atrações de Cusco e região. Vale a pena comprar o passe completo usá-lo em todos os tours que fizer.

Hospedagem: Procure se hospedar no centro. Estar próximo à Plaza de Armas ou à Plaza Regocijo é bastante conveniente para pegar os tours e estar perto de restaurantes e atrações. Clique aqui para ver opções de hotéis e hostels em Cusco.

Leia também: 4 motivos para visitar Cusco (além de Machu Picchu)