Um dia em Bergamo (e o que aprendi sobre vôos low cost na Europa)

A minha viagem a Bergamo, na Itália, aconteceu por força das circunstâncias. Do Porto (onde eu morava) para Budapeste (onde eu ia visitar minha tia) a passagem direta custava mais de € 300 – mas o orçamento estava apertado e assim não ia dar pra viajar!

Revirei os sites de companhias aéreas até descobrir que se eu fosse do Porto para Milão e de lá para Budapeste sairia muito mais barato, mesmo contando com mais uma noite de hospedagem. As companhias aéreas low cost (de baixo custo) na Europa têm desses mistérios.

Bergamo - cidade medieval na Italia
Colonizada pelos romanos no século II a.C.

E foi assim também que descobri uma pegadinha comum desse tipo de voo barato: o destino anunciado é, muitas vezes, distante do aeroporto onde você realmente chega.

No caso, o voo da Ryanair para Milão ia parar no aeroporto Orio Al Serio, em Bergamo, uma cidade de 23 séculos de história e apenas 120 mil habitantes.

O que fazer em Bergamo - Vista da Citta Alta
Na subida para o Castelo de San Vigilio

Para chegar em Milão ‘de verdade’, tem um ônibus executivo que leva 1 hora e custa € 17, ida e volta, incluindo locker para deixar a bagagem no aeroporto durante o dia enquanto você vai passear (muita gente não se hospeda lá porque é caro à beça).

Mas naquele dia cheguei à conclusão de que não valia a pena passar uma tarde tão corrida em Milão, perdendo tempo nos translados e tendo que pegar um voo no Orio Al Serio na manhã seguinte. Então resolvemos passar um dia em Bergamo.

O que fazer em Bergamo - Capella Colleoni
A ornamentada Capella Colleoni

Então lá fui eu pro centro de Bergamo, de onde se pega o funicular para a Città Alta – “cidade alta”, a parte histórica, ainda com os muros que a cercavam na Idade Média. E bastou uma volta por aquelas ruelas medievais para Bergamo me conquistar.

Com um pouco mais de tempo em Bergamo, dá para visitar com calma o Palazzo Terzi e a Accademia Carrara – que tem um acervo de mais de 1.800 pinturas desde o século XV, incluindo Botticelli e Raffaello.

O que fazer em Bergamo - Leao de marmore da Basilica Santa Maria Maggiore
Leão de mármore da Basílica Santa Maria Maggiore

E não faltam lanchonetes com as tradicionais pizzas italianas (quadradas, em enormes tabuleiros), além de todo tipo de doces.

Mas imbatível mesmo é experimentar um bom gelato italiano, mesmo que já esteja fazendo um friozinho. Potes enormes de Nutella nas vitrines despertam a vontade e sugerem um sabor para o sorvete.

O que fazer em Bergamo - Torre do Relogio na Piazza Vittorio Veneto
Torre do Relógio na Piazza Vittorio Veneto

De volta à Città Bassa, quase todos os dias há feiras dos produtores locais, vendendo queijos, pães, azeitonas e comidinhas típicas. Vale o passeio à tardinha para beliscar antes do jantar.

Foto de capa: Sergio e Gabriela