Como fazer as malas: mitos e verdades

A hora de arrumar as malas para uma viagem é sempre um dilema: a gente quer ser prático mas sem deixar nada faltar. O que não falta é dica de como fazer as malas! Todo mundo tem sempre um pitaco pra dar, mas a verdade é que muitas dessas dicas não funcionam na prática. Por isso eu compartilho aqui as melhores e as piores dicas de como fazer as malas que já recebi 🙂

Mala pequena - Mala de viagem

Leve roupas de tecidos que não amassam e de secagem rápida – Boa!

Lavar roupa durante a viagem é uma necessidade e uma regra básica para quem quer uma bagagem leve, mas já tive roupas que encolheram em secadora. Então o ideal é deixar de fora aquelas peças que exigem muitos cuidados na lavagem, para poder botar na máquina sem se preocupar. Tecidos que não ficam amarrotados são melhores por dois motivos: 1) a roupa passa dias apertada dentro mala e 2)  muitos albergues têm lavanderia, mas encontrar ferro e tábua é mais difícil…

Como fazer as malas - Mala arrumada

Vista-se em camadas e não ocupe espaço com casacos grandes – Furada!

Discordo largamente dessa dica, porque acho um saco empilhar sweaters e blusas quando estou em lugares realmente frios. Normalmente os metrôs, museus e restaurantes têm aquecimento e é super incômodo tirar e colocar as camadas de roupa várias vezes por dia. Prefiro ter um casacão bem quente e usar uma roupa normal e confortável embaixo.

Acho que as tais camadas só funcionam em lugares com menor variação de temperatura. Se você  está levando roupas de frio só por precaução, alguns sweaters e blusas de manga comprida podem resolver. Mas se for viajar durante um inverno rigoroso, invista em bons casacos. Eu adoro a minha Ultra Light Down Jacket da Uniqlo, que é resistente a água e não ocupa muito espaço, porque é super compacta.

Como fazer as malas - Casaco compacto resistente a agua

De qualquer forma, eu não dispenso cachecol e earmuffs (protetor de orelha que parece um headphone). Esses acessórios fazem a maior diferença e diminuem muito o desconforto do frio!

Carregue uma muda de roupas na mala de mão – Boa!

Há sempre o risco de ter a mala extraviada e ter pelo menos um banho garantido já é uma tranquilidade… E eu também já passei por uma situação menos comum, porém bastante incômoda: meu voo foi cancelado depois de ter despachado as malas e passei mais de 12h no aeroporto bancando o Tom Hanks no Terminal. Foi ótimo ter pelo menos uma blusa e uma escova de dente à mão.

Carregue consigo também os documentos, cartões e dinheiro, além dos aparelhos eletrônicos. Mas leve para a viagem apenas os gadgets realmente necessários – afinal, essa pode ser uma ótima oportunidade para “se desligar” da rotina e não dá para  ignorar o risco de submeter seus valiosos eletrônicos aos translados. Ao chegar lá, certifique-se de manter os aparelhos sempre em local seguro nos hotéis ou albergues (cofres, lockers e tal).

Como arrumar as malas - Documentos e eletronicos na bagagem de mao

Leve roupas básicas e coisas que combinem entre si – Boa!

Esse é o jeito de tirar o máximo proveito de uma mala simples. Aí você pode levar acessórios que ocupam pouco espaço para variar o visual, como cachecóis, lenços, meia-calças etc. O mesmo vale para os sapatos: um chinelo, um tênis e um mais arrumadinho bastam.

Aliás, se você é como eu e gosta de andar o dia todo pelas cidades, leve apenas seus sapatos mais confortáveis e não invente de comprar calçado novo para a viagem, é melhor usar o que você já está acostumado. Também é bom ter uma mochila pequena ou uma bolsa de mão para para passear pela cidade ou sair à noite.

Como fazer as malas - Roupas para levar

Vista as peças mais volumosas para não ocupar espaço na mala – Furada!

Essa é uma dica que já ouvi várias vezes, mas defendo que esse recurso seja usado apenas na volta, quando você mais precisa abrir espaço na mala para guardar o que comprou ou enfiar de volta as roupas bagunçadas. Pode ser a maior furada viajar de bota e outras peças volumosas, porque isso atrapalha na hora de ser revistado pela segurança do aeroporto. Acho que o mais importante é viajar com roupas confortáveis.

Sempre lembro daquela cena do filme Eurotrip em que os caras vestem tudo o que tinham na mochila para viajar sem bagagem.

Como fazer as malas - Vestir pecas volumosas - Cena Eurotrip

Compre os produtos de higiene quando chegar na cidade de destino – Furada!

Quem dá essa dica diz que é para economizar espaço na mala, mas eu prefiro levar de casa. Primeiro porque gosto de ter essas coisas à mão logo quando chego no lugar, segundo porque assim não perco tempo indo comprar sabonete e tal, além de não gastar meu orçamento de viagem com essas coisas. Se na volta a mala ficar mais cheia, simplesmente deixo os frascos de shampoo para trás.

Vale lembrar que há restrições em voos internacionais quanto ao volume de líquidos na bagagem de mão: as embalagens devem ser pequenas, até 100 ml, e guardadas em um saquinho plástico transparente que possa ser selado, tipo Zip Lock. Mais do que isso, é preciso despachar (embrulhe em sacos plásticos para não vazar na mala).

Como arrumar as malas - Ziplock para liquidos higiene

Ainda no quesito higiene, uma coisa que descobri é que sabonete líquido é uma ótima opção para quem vai fazer roteiros com muitas paradas. É bem mais fácil secar e guardar a garrafinha depois do banho do que ter que continuar viagem com uma barra de sabonete toda molhada!

Leve uma capa ou guarda-chuva – Boa!

Quem já desembarcou em uma cidade debaixo de temporal sabe o valor de um guarda-chuva. Em alguns países, a segurança do aeroporto implica com guarda-chuva na bagagem de mão, então é melhor deixar na mala que será despachada. Levo sempre um bem simples, de camelô, caso eu precise deixá-lo para trás quando a mala encher ou por algum outro motivo qualquer. Mais esperto ainda é ter uma capa de plástico para cobrir a mochila (ou mala, enfim). Imagina o atraso de vida que é ficar com toda a sua bagagem molhada!

Amarre um laço na sua mala – Boa!

Não precisa ser um laço, mas se a bagagem for preta ou de outra cor comum, não é má ideia pendurar alguma coisinha para ajudar a identificar a mala na esteira do aeroporto quando desembarcar. O mais importante é usar algum tipo de tag ou etiqueta para identificar sua mala com seu nome, país de origem, email e telefone.

Como fazer as malas - Malas prontas

Quer mais dicas de como fazer as malas?

Você pode buscar instruções de como arrumar a mala em sites como How stuff works ou e-How, além de alguns vídeos como esse no Youtube. E acredite: já consegui viajar por 2 semanas em pleno inverno europeu com apenas 1 mochila de mão. Não precisa ser tão radical quanto o cara do No Baggage Challenge que rodou o mundo só com o que cabia nos bolsos, mas é possível viajar com pouca coisa, sim!

Veja outras dicas sobre bagagem no post “Mala pequena e bem arrumada”.

18 comentários

  1. Adorei as dicas, mas acho que uma capa de chuva é BEM mais prática que um guarda-chuva. Tenho uma bem comprida que cabe até a mochila embaixo e ando sempre com ela, mesmo aqui no Rio. Quando a chuva passa, eu dobro a capa, ponho no envelope e guardo na mochila. Outta sight, outta mind.

  2. Boas dicas! Acho super desconfortável esse negócio de se vestir em camadas e detesto viajar de botas!! Gosto mesmo é de tirar os sapatos em vôos longos… rs

  3. Uma dica comprovada: sabe aquelas embalagens pequenas com zíper q vem nos lençóis? Pois é, elas funcionam muito bem para separar as peças pequenas, tipo : todas camisetas em um saquinho, todas as saias em outro, todas as echarpes em outro, e assim por diante, pois como o saquinho é transparente vc consegue visualizar e pegar exatamente o q quer sem fazer aquela bagunça na mala , fica muito mais fácil, principalmente se vc for fazer um tour por muitos lugares.

    1. Legal, Cláudia! Eu costumo usar saquinhos para underwear… Já usei essas embalagens de lençóis para “apertar” casacos e peças um pouco mais volumosas… Hoje em dia existe space bag, né? = )

    1. Hahaha boa! O que eu acho ruim é guardar o sabonete molhado ali dentro, prefiro a garrafinha pq é só tampar e secar! A cada viagem a gente vai descobrindo o que funciona melhor… E aos poucos a gente aprende a tirar de letra! = D

  4. Adorei as dicas e arriscaria mais uma: faça rolinhos! Minha avó me ensinou isso quando era adolescente e ia passar o feriado prolongado na casa do meu pai. Fazer rolinhos com as roupas ajuda e muito na organização da mala, principalmente se você é como eu e não tem poder de síntense. rs

  5. Acho que vale a pena acrescentar uma coisa: se planejar para as condições climáticas que você vai pegar. Não to dizendo para abrir o Weather.com e verificar os 30 dias de viagem. Mas vários sites comentam as condições médias de temperatura para cada mês e isso já te dá uma idéia.

    Só porque a sua tia disse que na Europa faz frio, você não precisa levar vários casacos para uma viagem a Portugal no verão. E só porque é verão, não significa que você vai morrer de calor numa viagem pelo Reino Unido.

    Cada lugar tem uma condição climática em cada época do ano, se prepare para ela e possíveis imprevistos. Impossíveis acontecem, mas não cabem na mala.

  6. Hoje em dia tem aqueles sacos de vacuo que ajudam muito. a melhor dica que já recebi é: leve a mala média dentro da grande e volte com as duas. e os sacos de vacuo nunca mais deixei de usar.

    1. É verdade, são super práticos – especialmente para casacos e roupas volumosas. Até falamos de space bags aqui: http://wp.me/p4eMct-h1.

      Ainda não tive coragem de viajar com uma mala dentro da outra (até porque não costumo comprar tanta coisa), mas já levei uma mochila dobrada dentro da mala 🙂

  7. Boas dicas! Adorei! Também concordo sobre levar um casacão e roupas leves por baixo! Nada de cebolas!! hheheh

Deixe uma resposta