Um dos destinos mais nobres que uma nota de 5 euros pode ter é esse: pagar pelo melhor tour da sua viagem. Na verdade, os walking tours da Sandeman’s New Europe não são cobrados (por isso ficaram conhecidos como free tour na Europa, funcionam apenas à base de gorjeta.

Quando chega no final do passeio, cada um paga o quanto acha que o tour valeu. Digamos que 5 euros sejam uma gorjeta razoável, mas é capaz de você querer pagar mais que isso.

Free walking tour na Europa - guia no Castelo de Praga

Tour à pé pelo Castelo de Praga

Os guias são viajantes também, jovens que foram parar naquela cidade e se identificaram com ela; que aprenderam muito sobre o lugar e que dominam tanto os fatos históricos quanto as curiosidades que se escondem pelas esquinas; são narradores talentosos.

Já fiz esse tour nas cidades de Berlim, Madri, Paris, AmsterdamPraga, MuniqueDublin, EdimburgoLondres e mais algumas outras. A primeira vez teve um motivo simples: eu não tinha orçamento pra pagar pelos tours tradicionais (que às vezes custam mais de € 20) enquanto esse era grátis. Mas aí foi tão divertido que o free tour passou a ser a primeira coisa que eu fazia em todo lugar que eu chegava 🙂

Era bom também porque assim eu tinha uma visão geral da cidade em que eu passaria os próximos dias, e isso ajudava a planejar o roteiro.

Free walking tour na Europa - Red Light District Amsterdam

Walking tour em Amsterdam

Os passeios são sempre à pé, duram cerca de 3 horas e saem diariamente, faça sol ou faça chuva. Os horários e os pontos de encontro você pode conferir no site, clicando na cidade escolhida.  A rede da Sandeman’s foi crescendo, e agora tem free tour em várias outras cidades – Bruxelas, Barcelona, Hamburgo, Lisboa, Copenhagen… e até alguns lugares fora da Europa, como Jerusalém e Tel Aviv.

Ao longo do tempo também foram surgindo outras empresas com o mesmo conceito de free tours – algumas que operam em vários cantos do mundo, como a Free City Tour e Free Tours By Foot, e outras que são mais regionais como a Feel the City (Espanha), Free Walking Tour (Polônia), Buenos Aires Free Walks e tantas mais.

Free walking tour na Europa - guia em Praga - estatua de Kafka

Guia contando sobre Kafka em Praga

Para além dos free tours, eles também organizam tours pagos bem interessantes em cada destino. Em Paris, por exemplo, tem um passeio pelo encantador bairro de Montmartre por € 14; e de Munique tem uma day trip para o castelo Neuschwanstein (coisa mais linda do mundo ♥), nos alpes alemães, por € 35.

Mas os que eu mais gosto são os roteiros temáticos, como o tour alternativo de Berlim e o tour de cervejas tchecas em Praga – que a gente fez na viagem à República Tcheca e foi suuuper divertido! 😀

Free walking tour na Europa - Place de la Concorde Paris

Uma Mistery Machine na Place de la Concorde em Paris!

Para curtir à noite, uma opção que você encontra em praticamente todas as cidades é o pub crawl – um roteiro que passa por diversos bares ao longo da noite e termina em uma festa. Várias empresas de free tour fazem isso, mas também existem alguns pub crawls independentes, especialmente em cidades famosas pela vida noturna agitada, como Praga.

Tem duas coisas bem legais nisso: a primeira é que você vai com um grupo e até quem é tímido acaba fazendo amizade; a segunda é que geralmente o preço do pub crawl inclui as entradas e alguns drinks.

Free walking tour na Europa - South Bank Londres

Nosso passeio por South Bank em Londres

Eu curto bastante esse tipo de tour! Eles sempre vão além dos pontos turísticos e contam um pouquinho sobre a cultura local também.

Mas se você espera andar de ônibus executivo, é melhor procurar outro tipo de companhia. Eles normalmente fazem tudo a pé. Até os tours pagos e day trips usam sempre o transporte público (ônibus, metrô ou trem) — o que não é nada mal para quem quer conhecer a cidade de verdade, né? 🙂

Share

20 Comentários

  1. Marcos Malagris disse:

    Realmente os Free Tours são muito bons. Os guias são divertidos e sempres dispostos a te ajudar com dúvidas sobre a cidade ou que fazer nos dias que você tem lá, você conhece pessoas novas que estão no mesmo “clima” e tem a certeza de que não vai sair da cidade sem perder nada importante.

    Apesar do tour ser rápido e não parar muito tempo em cada local, ele te dá uma boa referência de lugares que você pode voltar depois e explorar com mais calma.

    Fiz um mochilão pela América do Sul e não encontrei essas opções, apenas em Cusco. Aqui está a página deles no Facebook: http://www.facebook.com/pages/Free-walking-tour-Cusco/239772229388212

    Os Free Tours são realmente uma das melhores dicas que se pode dar a alguém que vai viajar, principalmente para a Europa!

  2. Matt disse:

    Não conhecia essa atividade. Perdi a chance de fazê-la em Londres. Tenho muita coisa contra Sightseeing e outros tipos de tour pagos, então esta pode ser uma boa opção daqui pra frente. 🙂

  3. Luiz disse:

    Eu fiz o tour deles em Amsterdã.
    Sem sombra de dúvida foi um dos melhores tours que eu já fiz nas minhas viagens.

    Justamente por dependerem da gorjeta para ganhar dinheiro, há um esforço visível por fazer um bom trabalho.

    Recomendo e muito 🙂

  4. Aline Zapp disse:

    Excelente dica. Não conhecia o serviço, tampouco tinha ouvido falar sobre. Certamente uma ótima alternativa aos tours tradicionais, que por sinal, eu o.d.e.i.o!

  5. Paris, a cidade feita de dicas « Vontade de viajar disse:

    […] uma opção é fazer o tour da Sandeman’s New Europe – veja a dica no post “Os contadores de história“ […]

  6. Esse post foi listado entre os melhores de 2012. Descubra quais foram as outras grandes viagens do blog clicando aqui.

  7. […] A Recoleta é o bairro tradicional da aristocracia portenha. Suas ruas abrigam mansões e prédios de arquitetura francesa e mármore italiano. Eu e minhas amigas vimos alguns dos quase 40 palácios que a cidade ainda preserva durante o walking tour da BA Free Tour (inspirado naqueles já famosos free walking tours da Sandeman’s na Europa). […]

  8. Karen Duarte disse:

    Já fiz esse tour em Berlim e foi muito bom mesmo! Super vale a pena. Ótima dica. Muito legal o blog. 🙂
    Abraços

  9. Essa ideia de Free Walk Tour é muito bom. Tem no Rio também. Um amigo meu de Portugal quando veio foi em um desses no RJ. E no final? Caipirinha e Samba 🙂 rs

  10. […] básico do centro da cidade: a Feel Free Tour e a New Generation Tours. Assim como aqueles famosos free tours da Europa, esses passeios não têm preço pré-estabelecido e no final cada um paga o quanto pode ou o […]

  11. […] gratuitas, se informar sobre as opções de city pass, aproveitar passeios baratinhos como os walking tours e buscar indicações de restaurantes mais em conta. Fazer compras em supermercado também pode ser […]

  12. […] no primeiro dia, saímos para dar uma volta pelo centro e fazer um walking tour desses que são de graça, mas que no final você faz uma “doação”. Aliás, isso foi o que a gente mais fez na […]

  13. Clayr disse:

    Os guias em Madrid falam somente em inglês ou falam em espanhol mesmo?

  14. […] e intrigas políticas que marcaram Edimburgo nos últimos 500 anos. Eu fiz o Dark Side Tour da Sandeman’s, que em pouco mais de 2 horas percorre toda a Old Town, passa pelo cemitério da Canongate Kirk e […]

  15. […] No segundo dia, decidimos participar do “Free Walking Tour”. E foi a melhor coisa que fizemos. Nos free walking tours, podemos conhecer os principais pontos turísticos da cidade com a ajuda de guias (que são viajantes também) jovens que foram parar naquela cidade e se identificaram com ela, que aprenderam muito sobre o lugar e que dominam tanto os fatos históricos quanto as curiosidades que se escondem pelas esquinas. O legal é que esses tours existem em diversas cidades da Europa. Fica a dica! Saiba mais aqui e aqui. […]

  16. […] da Alemanha e sobre o contexto que levou à ascensão de Hitler. Nós tivemos uma palinha no walking tour e depois vimos muitas outras partes da história em outras cidades da Alemanha e da República […]

  17. […] conhecer essa parte da cidade é fazer o Free Walking Tour, que funciona no mesmo esquema daqueles free tours que ficaram famosos na Europa: horário e ponto de partida fixos, galera faz um passeio a pé ouvindo histórias e curiosidades, […]

  18. […] Se você quiser conhecer Montmartre melhor e ouvir algumas das histórias dos artistas que frequentavam a região, uma opção é fazer um walking tour guiado pelo bairro – veja a dica aqui no blog. […]

Exibir Comentários