Amsterdam para maiores: um guia de baladas e coffee shops

Amsterdam é conhecida pelos museus, que estão entre os melhores do mundo, mas também pelas políticas sociais, que estão entre as mais liberais do mundo.

Uma cidade “cada um na sua”, que respeita a diversidade e a individualidade, e que escolhe lidar com as coisas de um jeito prático em vez de fazer rodeios em torno de questões polêmicas. A legalização das drogas e a prostituição são apenas alguns dos temas que geram curiosidade nos viajantes que chegam à capital holandesa.

Leia também: como Amsterdam se tornou tão liberal 
Amsterdam a noite - o que fazer em Amsterdam
Amsterdam à noite: luzes de todas as cores

Amsterdam é meu porto de entrada para o mundo – tenho uma longa história com esse lugar e já viajei mais de 20 vezes para lá. A cada visita, descobro um pouco mais sobre os segredos dessa cidade cheia de tentações.

Confira as dicas de lugares para ir à noite e veja o que você precisa saber sobre os coffee shops em Amsterdam e as famosas vitrines vermelhas do Red Light District.

Nightlife: baladas em Amsterdam

A noite de Amsterdam ferve de segunda a segunda, sempre vale dar uma olhada na revistinha I am Amsterdam para saber o que está rolando de bom na cidade.

Amsterdam - Nightlife - Winston Belushi
Drinks no bar Belushi, do hostel St Christopher – via

A noite começa por volta das 20h e acaba cedo, por volta de 1h da madrugada… São raros os lugares que passam das 2h, só mesmo os dancing clubs e alguns poucos bares aos finais de semana.

Eu sou fã dos domingos, quando tem salsa em muitos spots da cidade – a salsa (musica e dança) é muito popular na Holanda e especialmente Amsterdam. Mas sempre tem festa em todos os cantos, para todos os estilos:

Club NYX: Reguliersdwars straat 42

3 andares com muito neon e super djs, inclusive um no banheiro da casa. É um dos melhores gay clubs da cidade, a festa “Vogue” é imperdível.

Amsterdam - Nightlife - Club NYX
Club NYX: a balada que tem DJ até no banheiro – via

Bubbles & Wines: Nes 37

Além de lindo, esse bar oferece uma otima seleção de vinhos e champagnes por taça (mais de 50 rótulos!). As porções são uma delicia e custam em torno de 10 euros.

The Winston: Warmoesstraat 129

Clima divertido e ambiente casual no bar Belushi e no club Winston, que ficam embaixo do hostel St Christopher’s Inn, em pleno Red Light District. Estilo sinuca, hamburger, cerveja, e gente de todo o mundo.

Duivel: Reguliersdwarsnstraat 87

Para quem curte Black Music e Hip Hop. Aberto todas as noites, não cobra entrada e serve um chopp delicioso. A casa ferve mesmo sexta e sabado a partir da meia noite, mas abre bem antes disto.

Amsterdam - Nightlife - Winston Hostel
Winston e Belushi, com a galera do St Christopher’s – via

Getto Food and Drinks: Warmoestraat 51

Um aconchegante e divertido bar gay em uma das ruas mais gays da cidade, que concentra offeeshops, sexshops e saunas.

Jazz Café Alto: Korte Leidsedwarsestraat 115

Jazz ao vivo todas as noites, a partir das 21h, perto da Leidsenplein. Pequenino e aconchegante, não cobra couvert, mas os drinks são caros.

Prime: Rembrandtplein 22

É um dos poucos clubs abertos madrugada a dentro. Música eletrônica, gente jovem e produzida.

Amsterdam - Nightlife - W Lounge DJ
DJ no 5 estrelas W Lounge – via

W Lounge: Spuistraat  175

O melhor bar de hotel na cidade, fica perto da Dam Square. Uma vista linda no rooftop para noites quentes e uma deliciosa Lareira para as noites frias. Vá bem produzido, o W é 5 estrelas.

Hotel Conservatorium: Van Baerlestraat 27

O bar da brasserie é lindo e os petiscos deliciosos, alem do hotel ser lindo, elegantíssimo, com decoração de cair o queixo.

Paradiso: Weteringschansn 6-8

Uma antiga igreja se transformou em uma das melhores casas de shows da cidade. No site paradiso.nl tem a programação – os domingos costumam ser divertidos 🙂

Amsterdam - Nightlife - Paradiso
Paradiso: shows em Amsterdam – via

El Punto Latino : Lange Leidsedwarsstraat 35

Esse club pertinho de Leidseplein, além de deliciosos mojitos, tem música latina todos os dias e quase sempre fica aberto até às 4h.

Grand Cafe de Kroon: RembrandtPlein

Domingo tem festa a partir das 21h30 mas antes disso tem aula de salsa, com entrada livre.

Café van Zuylen: Torensteeg 4-8

Pra quem gosta de uma night mais tranquila mas não menos divertida, esse delicioso café à beira do canal Singel é a dica. Delicioso para começar a noite com drinks e petiscos deliciosos, como os famosos croquetes “Bitterballen” acompanhados de uma cerveja gelada. Abre o dia inteiro e aos finais de semana fecha às 2h da manhã.

Amsterdam - Nightlife - Cafe Van Zuylen
Café Van Zuylen, à beira do canal Singel – via

Drogas: sobre a maconha em Amsterdam

Diferente do que muitos pensam, somente o consumo de cannabis, haxixe e cogumelos é tolerado na cidade. Drogas pesadas como cocaína, LSD e heroína são proibidas.

As drogas leves são vendidas em coffee shops, que têm licença da prefeitura para vender produtos como Reefers (cigarros de cannabis pura, pode-se comprar já enrolados), Joints (cigarros de cannabis misturados a tabaco) e Space cakes (bolos feitos com cannabis).

Amsterdam - Drogas - Coffee shop na Holanda
Coffee shop na Holanda

São mais de 200 coffee shops em Amsterdam, em várias regiões da cidade, alguns já existem há quase 40 anos. Em geral, eles não servem álcool e só permitem a entrada de maiores de 18 anos (importante sair sempre com documentos).

A quantidade máxima vendida por pessoa é de 5 gramas, com custo médio de 14 euros por grama. Para quem não está acostumado, pode ser complicado escolher entre as diversas variedades do cardápio – não precisa ter vergonha de pedir indicação ao atendente.

Amsterdam - Drogas - Nao compre na rua
Ignore vendedores oferecendo drogas na rua

Se for consumir, dê preferência aos coffee shops e lugares abertos, como parques e à beira dos canais. Não consuma drogas perto de escolas, crianças e em estabelecimentos públicos, e jamais compre ou aceite drogas na rua.

Caso seja a primeira vez, vá bem devagar e jamais misture álcool. Caso sinta-se tonto ou ansioso, coma algo doce e beba suco de laranja, para passar. Amsterdam conta com suporte da Polícia e do Departamento de Saúde em relação às drogras, portanto não hesite em pedir ajuda se precisar.

Amsterdam - Drogas - Space cake
Space cake: qualidades bastante variáveis

Rookies Coffeeshop: Korte Leidsedwars straat 145

Perto da Leidseplein, tem serviço atencioso e é um dos mais antigos da cidade. Serve cafés e chocolate quente, chá de hortelã fresco e sucos, além de ter boa musica e wifi.

Kadinsky Coffeeshop: Zoutsteeg 14

Perto da Dam Square, é pequeno mas tem boa carta, produtos de qualidade e serviço simpático.

Amsterdam - Drogas - Coffee shop nao permite tabaco
Coffee shops não permitem tabaco

Best Friends: Huidenstraat 13

O único coffee shop no coração do Jordaan, que é uma região cheia de lojinhas e restaurantes descolados… Música, café, wifi e atendimento simpático.

The Otherside: Regulierdwarstraat 6

É um coffee shop gay friendly, com linda decoração, flores frescas e um delicioso café espresso.

Amsterdam - Drogas - Bulldog 90 primeiro coffee shop
Bulldog 90: o primeiro coffee shop

The Bulldog: Oudezijds Voorburgwal 90

Dizem que este foi o primeiro coffee shop de Amsterdam, aberto no Red Light District em 1975. Tem boa carta, mas não tem um ambiente convidativo… está sempre cheio e barulhento.

The Bulldog Palace: Leidseplein 15

O Bulldog virou uma rede e abriu um grande bar na movimentada praça Leidseplein, com cardápio de hamburgers e tal. Ficou famoso entre turistas, não é um coffee shop tradicional.

Amsterdam - Drogas - Smart shop loja cogumelos
Smart shop: loja cogumelos

Smart Shop Number One: Oude Hoogstraat 4

Smart Shops são lojas que vendem cogumelos (magic mushrooms) e trufas (truffles). A Number One é um estabelecimento que existe desde 1977 e só vende produtos de qualidade.

O serviço é amigável e os vendedores adoram ensinar e aconselhar. Se esta viajando sozinho e/ou não conhece os efeitos de cogumelos, recomendo evitar. Para os acostumados, aproveitem a variedade.

Hash and Marihuana & Hemp Museum: Oudezijds Voorburgwal 148

O Museu da Maconha é destino certo desde 1985 para os que querem saber um pouco da história da Cannabis e seus primeiros usos.

Amsterdam - Drogas - Coffee shops
Coffee shops de todos os naipes

Luxúria: as vitrines de luz vermelha

A prostituição é outro aspecto de Amsterdam que faz fatos e lendas se misturarem na cabeça das pessoas. Casas de shows eróticos, sex shops e bordéis estão por todo lado nas ruas do Red Light District, alimentando fantasias do mundo inteiro a respeito da cidade.

A tradição do Distrito da Luz Vermelha vem desde o século 14 – quando a região era frequentada pelos homens do porto ali perto.

Amsterdam - Red Light District - Moulin Rouge
Moulin Rouge, bem diferente de Paris

Os avanços na legalização da prostituição na Holanda, dos anos 80 para cá, tiveram como objetivo proteger e regular a atividade, mas as políticas públicas sobre o tema continuam em constante debate para combater violações aos direitos humanos.

Das 3 areas que compõem o Red Light District, a parte histórica chamada De Wallen é a mais animada. O maior movimento acontece das 23h às 2h da manhã. Durante o dia, embora também haja vitrines em funcionamento, o bairro fica lotado de turistas entre as lojas e prédios históricos.

Amsterdam-Red-Light-District-Museu-Red-Light-Secrets
Um dos segredos do museu Red Light Secrets…

Hoje são cerca de 300 vitrines em funcionamento, que aos poucos têm começado a dividir espaço com outros tipos de negócio, como ateliês de moda, numa iniciativa da prefeitura para renovar o bairro.

Programas custam em média de 50 a 70 euros por 20 minutos, e tudo tem que ser negociado antes de começar (o uso de preservativo é obrigatório). Nas ruas menores do bairro, é possível encontrar vitrines com luz azul, que indicam as profissionais transexuais.

Lembre-se de que não é permitido fotografar as pessoas na vitrine, e nenhum sinal de desrepeito é tolerado.

Amsterdam - Red Light Secrets - BDSM
Aparatos especiais no Red Light Secrets

Sex Museum: Damrak 18

Curiosidades, objetos inusitados e um pouco de história, é bastante famoso mas não é particularmente especial.

Red Light Secrets: Oudezijds Achterburgwal 60

O mais interessante dos museus relacionados a sexo. É localizado em uma casa que era um bordel até sua dona ser assassinada, e fala sobre a prostituição em Amsterdam de um jeito fascinante e honesto, sem meias-palavras e sem romantizações.

Interessantíssimo ver como é uma das casas por dentro, os quartos, e estar por alguns instantes do outro lado da vitrine. Funciona diariamente, de 12h à meia-noite.

Amsterdam - Red Light District - Museu da Prostituicao
Red Light Secrets: Museu da Prostituição

Casa Rosso: Oudezijds Achterburgwal 106-108

Uma das maiores e mais famosas casas de shows eróticos do Red Light District, tem shows hetero, homosexal masculino e feminino.

Sex Palace : Oudezijds Achterburgwal 84

Também muito conhecida, tem Sex Shows de 30 a 60 minutos, a partir de 25 euros. Leve moedas de 2 euros para assistir aos Peep Shows – você entra numa cabine e por 2 minutos pode se ver um pedacinho de uma performance que pode variar de strip tease até o ato em si.

La Vie Deux: Thorbecke Plein 22

A entrada custa 5 euros nesse clube que oferece Lap Dances, shows de Pole Dance e tem Gogo Girls servindo drinks de topless no bar.

Amsterdam - Red Light District - Sex Palace peep show
Sex Palace: peep show

Bares gays no Red Light District

Para o público LGBT+, o Red Light District tem lugares divertidos como o Cockring (Warmoesstraat 96), que é um bar gay para homens, com strip tease e sex shows, e o Café Saarein (Elandsstraat 119), que é um bar gay para meninas com boa música, mesa de sinuca e muito flerte.

No site Gay Amsterdam tem a programação completa e atualizada dos estabelecimentos LGBT+ e festas.

Amsterdam - Red Light District - Museu da Prostituicao - Red Light Secrets
Movimento durante a noite no Red Light District – via

Para evitar encrenca e multas

  • Esteja sempre com documentos e leve uma cópia do passaporte.
  • Não urine na rua.
  • Não grite, buzine ou faça barulho que possa atrapalhar os moradores locais.
  • Não compre ou consuma “hard drugs” como cocaina, heriona, acido, ecstasy etc. as penas são severas.
  • Não fume cannabis perto de escolas/crianças ou em lugares e monumentos públicos.
  • Não fotografe dentro de coffee shops sem autorizaçao.
  • Não fume ou deixe cigarros e maços à mostra (é proibido fumar tabaco dentro de lugares fechados e públicos).
  • Não fotografe as vitrines nem desrespeite prostitutas/os.
  • Em hipótese alguma transporte cannabis ou derivados, em qualquer quantidade, de volta para o seu país.

Dicas úteis para planejar a sua viagem

Gostou das dicas e ficou com vontade de viajar? Tem alguns sites que são nossos parceiros e que com certeza vão te ajudar no planejamento!

As reservas de hospedagem eu sempre faço pelo Booking, tanto quando escolho ficar em hotel quanto quando escolho ficar em albergue, porque acho prático e gosto muito do atendimento (já tive que alterar as datas ou trocar de hotel, e eles foram muito atenciosos e ajudaram a resolver rápido). Você ainda pode fazer uma reserva com a opção de cancelamento gratuito e deixar para pagar só na hora do check-in.

onde-ficar-em-montevideu-dica-de-hostel-em-montevideu
O B&B em que a gente se hospedou em Montevidéu

O seguro viagem é obrigatório em vários países mas é rapidinho de resolver pelo site da Seguros Promo. Você economiza tempo e dinheiro fazendo uma cotação que compara os planos das principais seguradoras, numa tabela em que realmente fica fácil de entender o que está incluído em cada seguro. Tem desconto de 5% se pagar no boleto e mais 5% de desconto para leitores do blog com o cupom VONTADEDEVIAJAR5.

Se quiser adiantar o roteiro e comprar ingressos antecipados para evitar fila, o site Get Your Guide tem atrações no mundo inteiro e também é ótimo para encontrar passeios, tours e bate-e-volta. E se você vai pegar a estrada ou prefere alugar um carro para ter mais flexibilidade no roteiro, a dica é comparar as locadoras e fazer a reserva pelo site RentCars, que dá para pagar em reais, sem IOF.

slow-travel-pastel-de-belem-em-lisboa
Pausa no passeio em Belém, Lisboa: melhor coisa é viajar tranquilo!

Fazendo as reservas a partir dos links indicados aqui, você nos ajuda a manter o blog sem ter que gastar nem 1 centavo a mais por isso 🙂 Os sites nos dão uma pequena comissão pela indicação de um leitor, sem que isso altere o preço para você. E, claro, você pode confiar que a gente só faz parceria com empresas que a gente realmente usa e gosta do serviço!

Se tiver dúvida, é só deixar um comentário que eu respondo 🙂

1 comentário

Deixe uma resposta