Lugar de peregrinação para milhões de fiéis devotos em todo o mundo, Fátima esconde segredos naturais que vão além do seu Santuário. Edificada no vale da Serra de Aire em 1568, a cidade de Fátima está rodeada por algum do mais importante património geológico da Península Ibérica. As Grutas de Mira de Aire e o Monumento Natural das Pegadas de Dinossauros são os principais atractivos desta região.

As Grutas da Serra d'Aire são uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal

As Grutas da Serra d’Aire são uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal

Maravilhas do novo milénio

Recentemente classificadas como uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal, as Grutas de Mira de Aire são as maiores grutas turísticas do país. A sua extensão atinge já os 11 km, mas apenas 600 metrossão abertos ao público. Descobertas por mero acaso por locais, as grutas serviram em tempos como uma segunda casa para os pastores da região se abrigarem do forte calor que se faz sentir durante o verão ribatejano.

Além das habituais estalagmites e estalactites, os visitantes têm a oportunidade de observar um espectáculo de cores subterrâneo sob o brilho das cataratas e cursos de água interiores. Para aqueles mais supersticiosos, convém levar alguns trocos para lançarem os vossos desejos numa das pequenas fontes. Inauguradas em 1974, as Grutas de Mira de Aire já receberam mais de 6 milhões de visitantes.

A antiga Pedreira do Galinha revelou um rico sítio paleontológico

Bairro do Jurássico

Localizado na pequena vila de Bairro, Concelho de Ourém, o Monumento Natural das Pegadas de Dinossauros é o mais emblemático espólio paleontológico português. Descobertas a 4 de julho de 1994 na antiga Pedreira do Galinha, as Pegadas da Serra de Aire são compostas por 20 trilhos, considerados os maiores e os mais antigos trilhos de saurópodes (dinossauros de pescoço comprido) de que há conhecimento mas também, dos mais bem conservados, sendo compostos por mais de mil pegadas.

No detalhe do solo, a pegada deixada há 175 milhões de anos por um dinossauro

No detalhe do solo, a pegada deixada há 175 milhões de anos por um dinossauro

Formadas há 175 milhões de anos, durante o Jurássico Médio, estas pegadas são um tesouro recém-descoberto do passado da Terra, de quando a Europa ainda se encontrava ligada à América do Norte, onde entre a Península Ibérica e o actual Canadá existia um mar pouco profundo de águas límpidas e quentes. Este ambiente proporcionou as condições ideais para a boa preservação destes vestígios fósseis.

Fatima - Dinossauro de metal na Serra d'Aire

Além das pegadas, os visitantes têm ainda ao seu dispor um trilho de natureza com informação sobre a história geológica da Serra de Aire, um jardim Jurássico que figura algumas das plantas abundantes na altura, além de um Centro de Animação Ambiental, um parque de merendas e um grande painel ilustrativo da evolução da vida na Terra.

Estrelas de Fátima: o segredo está no doce

Antes de partirem em viagem, aconselho que dêem um salto à Pastelaria Milano, mesmo à saída do Santuário de Fátima. A sua especialidade são uns pequenos doces chamados Estrelas de Fátima. Feitos com ovos-moles, açúcar e noz, estas pequenas iguarias estão garantidas para elevar o vosso paladar ao mais alto dos êxtases gastronómicos. Exclusivas da Pastelaria Milano, são paragem obrigatória, especialmente depois de uma tarde de caminhadas em volta da Serra de Aire.

fatima-portugal-estrelinhas-pastelaria-milano-doces-portugueses

As estrelinhas de Fátima

Leia também:

9 experiências para uma viagem inesquecível em Portugal
Os palácios e os doces de Sintra, a 1h de Lisboa
Share

 

5 Comentários

Exibir Comentários