O que fazer em Cusco: 5 passeios incríveis no Peru

Cusco é um dos principais destinos do Peru – um sonho acalentado pela enorme maioria dos mochileiros, que não se deixam assustar pelos desafios da altitude.

Como conta a antiga tradição inca, Cusco (ou Qosco, como se diz em Quéchua) é o umbigo do mundo, a cidade escolhida pelo deus Sol para ser a capital do Império Inca. Essa cidade que acumulava riquezas dos quatro cantos do Império Inca foi subjugada e se tornou depois a capital do império espanhol nas Américas.

Grandes templos incas convivendo com majestosas construções espanholas. A escola de arte cusqueña que esconde segredos da fé inca. Uma culinária que combina receitas dessas duas partes do mundo. Cusco é resultado dessa mistura de culturas, e por isso é um lugar único no mundo!

Se você quer entender mais sobre a história de Cusco, não pode perder a oportunidade de fazer os principais passeios nos arredores da cidade. Isso vai te dar uma visão ampla sobre a sobreposição de culturas, a soberania inca e a devastação que a colonização espanhola causou na região.

O que fazer em Cusco Peru - City Tour em Cusco ruinas incas - Foto Klecia Cassemiro
City Tour em Cusco: ruínas incas

Principais passeios a partir de Cusco

Machu Picchu é uma escolha bastante óbvia para quem vai a Cusco. Todo mundo quer chegar na cidade perdida dos incas e descobrir a história escondida por trás dos templos sagrados que estão tão bem preservados em Machu Picchu.

Mas nem só de Machu Picchu vive Cusco. Nos arredores da cidade, existem muitos passeios interessantes que você pode fazer, que vão te ensinar muito sobre a cultura inca, além de te impressionar com construções tão perfeitas que é até difícil de acreditar que estão ali há tanto tempo.

Se puder, reserve de 3 a 5 dias para aproveitar os arredores de Cusco, antes de seguir para Machu Picchu. Aqui estão alguns dos passeios que valem a pena entrar no seu roteiro:

1. City tour pelos sítios arqueológicos

A coisa mais curiosa quando fizemos esse passeio foi descobrir que o city tour de Cusco não acontece dentro da cidade, mas fora!

A única atração que visitamos dentro da cidade de Cusco é Qorikancha, o antigo templo do Sol, que foi transformado pelos espanhóis no Convento de Santo Domingo. Dali, seguimos de ônibus para fora da cidade, para visitar antigos sítios de ocupação inca, que hoje são os sítios arqueológicos de Sacsayhuaman, Q’enqo, Pukapukara e Tambomachay, nos arredores da cidade.

O que fazer em Cusco Peru - City Tour em Cusco - Foto Klecia Cassemiro
Sítios arqueológicos em Cusco

O tour dura uma tarde, saindo em geral às 14h e voltando um pouco depois do pôr do sol. É um ótimo passeio para o dia que você chega em Cusco, já que envolve pouca variação de altitude e quase nenhum esforço físico, o que é excelente para aclimatação.

2. Passeio Maras e Moray e minas de sal

O tour de Maras e Moray na verdade poderia ser chamado Chinchero, Maras e Moray. Isso porque a maioria das agências inclui uma parada na vila de Chinchero, para que os turistas possam conhecer a comunidade feminina que trabalha com a tosa de alpacas e lhamas, além da tintura de lã e tecelagem. Muitos tecidos e produtos típicos estão à venda e os preços são uns dos melhores que você vai achar em Cusco.

Depois de Chinchero, seguimos para Moray, mais um sítio arqueológico nos arredores de Cusco. Aqui, os terraços agrícolas que são marcas registradas da cultura inca impressionam e ensinam muito sobre como esse povo era evoluído para seu tempo.

O que fazer em Cusco Peru - Salineras de Maras - Foto Klecia Cassemiro
Salineras de Maras, no Peru

Em Maras, além de visitar uma loja de artesanato no centro da cidade (prepare-se para parar em muitas com os passeios de agência), você vai visitar as inacreditáveis Salineras de Maras, o lugar mais impressionante do passeio.

Esse é um dos 4 lugares do mundo de onde se extrai o sal rosa. São milhares de pequenas piscinas, escavadas na montanha até perder de vista. A água extremamente salgada se acumula e evapora, o sal que sobra é extraído por famílias que vivem dessa renda (junto com o que conseguem com as visitas turísticas). Um lugar realmente impressionante que vale a pena visitar nos arredores de Cusco!

Os tours para Maras e Moray saem de Cusco mais ou menos às 8h, e voltam por cerca das 17h.

3. Montanha Colorida

Esse foi o passeio que mais me marcou nos arredores de Cusco. Enfrentar o trekking até o topo da Montaña de Colores (Vinicunca ou Winikunka) foi uma das coisas mais desafiadoras, e também mais lindas, que já fiz na vida.

Um misto de sentimentos envolveram a caminhada: frio e calor, falta de ar, pernas que doíam como se a gente não pudesse dar mais um passo. Mas chegar lá em cima da famosa “rainbow mountain” e admirar aquela paisagem pagou todos os sacrifícios.

O que fazer em Cusco Peru - Vinicunca Montanha Arco Iris - Foto Klecia Cassemiro
Vinicunca, a Montanha Arco Íris

Levamos quase 2 horas na caminhada (no nosso ritmo, sem pressa). Quem faz com os cavalos alugados consegue chegar em menos tempo. Mas o desafio de fazer tudo caminhando é um dos grandes orgulhos que trago dessa viagem.

Aclimate-se em Cusco antes de fazer esse passeio. A trilha é realmente puxada e a altitude é desafiadora. A dica é fazer esse passeio pelo menos depois do terceiro dia em Cusco.

Para o passeio à Montanha Colorida, o grupo sai de Cusco muito cedo (4h30 da madrugada) e você vai estar volta por volta das 18h.

4. Vale Sagrado dos Incas

Esse é um dos passeios mais desejados dos arredores de Cusco, e não é sem motivo. Visitar o Vale Sagrado dos Incas é ter um gostinho antecipado de Machu Picchu.

Você já vai ter uma boa ideia do que te espera na cidade perdida dos incas. O vale tem uma beleza natural impressionante e era realmente considerado sagrado pelos incas, por ser um terreno fértil e protegido pela divindade.

O tour começa por Pisac, que foi a maior cidade do império inca. Aqui, os terraços agrícolas são de cair o queixo. Segue uma parada para almoço típico em Urubamba, uma pequena vila no meio do Vale Sagrado, e dali seguimos para Ollantaytambo, a única cidade dos tempos incas que nunca foi esvaziada, e permanece ocupada até hoje.

O que fazer em Cusco Peru - Vale Sagrado dos Incas Pisac - Foto Klecia Cassemiro
Pisac, no Vale Sagrado dos Incas

Ollantaytambo foi um dos lugares que mais me impressionaram. Tanto pela majestade do seu sítio arqueológico, quanto pelo charme da pequena cidade. É de Ollanta que partem os trens mais baratos para Machu Picchu, por isso muita gente para aqui o tour no Vale Sagrado, seguindo direto para a cidade perdida.

Quem segue no tour ainda para no sítio arqueológico de Chinchero, para conhecer mais um dos sítios de ocupação inca que seguem nos impressionando até hoje.

Para quem vai parar em Ollanta, o tour acaba mais ou menos às 16h. Para quem volta a Cusco, o grupo costuma chegar na cidade no comecinho da noite.

5. Valle Sur: o contraste das civilizações

Embora seja um dos passeios menos procurados por quem visita Cusco e região, o Valle Sur tem uma beleza surpreendente para mostrar.

A primeira parada é Pucón, onde você vai aprender como os incas dominavam a habilidade de transferir cursos de água para favorecer a agricultura. A segunda parada é Andahuaylillas, onde você pode visitar a Iglesia de San Pedro, com peças interessantes de arte cusqueña do século 17.

Em seguida, chegamos a Piquillacta, um sítio arqueológico que contém remanescentes de uma cultura pré-inca. Conta-se que Piquillacta foi construído por volta de 1100 pela cultura wari, que ocupava a região antes dos incas surgirem por ali.

O que fazer em Cusco - Andahuaylillas Peru -Rota do Barroco Andino - Mineiros na Estrada
Iglesia de San Pedro, em Andahuaylillas: barroco andino – Foto: Mineiros na Estrada

Com o surgimento dos incas, as construções se sobrepuseram e em Piquillacta é possível comparar o estilo arquitetônico das duas civilizações.

O tour Valle Sur dura uma manhã. Você vai estar de volta à cidade mais ou menos às 14h – ótimo porque sobra tempo de explorar os museus e igrejas do centro de Cusco nesse mesmo dia!

Dica extra: Boleto Turístico de Cusco

Com exceção da Montaña de Colores, você vai precisar adquirir o boleto turístico. O Boleto Turístico de Cusco é o bilhete de entrada para as principais atrações de Cusco e região.

Existem dois tipos bilhetes: o completo (que dá direito a 16 atrações) e os parciais (que incluem apenas um grupo de passeios, divididos em circuito I, II e III). Você pode conferir o que está incluído em cada bilhete e os valores atualizados no site do turismo em Cusco.

Escolha o seu de acordo com os passeios que você vai fazer. Se você vai fazer a maioria dos passeios, com certeza o bilhete completo é mais negócio!

O que fazer em Cusco Peru - Maras e Moray - Foto Klecia Cassemiro
Tour Maras e Moray

Você pode comprar o boleto direto na portaria das atrações. Quem viaja com agências de turismo em Cusco, geralmente os guias se responsabilizam por arrecadar o dinheiro e comprar o bilhete turístico para o grupo.

Atenção: O bilhete turístico é pessoal e intransferível. Não perca seu bilhete, ele vai ser requerido em todas as portarias dos sítios arqueológicos. Se perder, você vai precisar comprar outro!

Para saber mais sobre os passeios que você pode fazer nos arredores de Cusco, veja uma sugestão de roteiro para curtir a região de Cusco e Machu Picchu e as outras dicas do Peru no blog Fui Ser Viajante.

Leia também: Trilhas e ruínas incas em Machu Picchu