Hotel em Moscou: o B&B que é um achado no centro da cidade

Se tem uma missão difícil é encontrar um hotel em Moscou que seja bom, bonito e barato. Uns são caríssimos, outros têm instalações super velhas… Outros pareciam um pouco melhores mas eram muito distantes do centro.

Fiz várias pesquisas no Booking.com até achar o Hostel DOM, um Bed & Breakfast super charmoso que tem apenas meia dúzia de quartos.

hotel em moscou - lounge do hostel dom

Ficamos numa suíte com cama confortável e um banheiro bem limpinho, além de um sofá e um cabideiro que ajudam a organizar as coisas.

A área de convivência fica por conta da sala, com dois sofás e uma TV, e da cozinha, que tem uma bancada simples e duas mesinhas. Não tem uma recepção propriamente dita, mas eles têm alguns mapas e contatos de agências se você precisar de ajuda para organizar os passeios.

As meninas que trabalham no hotel são simpáticas mas meio quietinhas… Cabe a você puxar assunto e fazer perguntas se quiser. Durante o dia não parávamos por lá, mas antes de dormir batemos altos papos com a Anastácia, que pegava o turno da noite.

Também tinha um escocês hospedado no quarto ao lado que viajava frequentemente a trabalho para Moscou e nos deu algumas dicas legais 🙂

Onde ficar em Moscou - Hostel no centro

Na maior parte dos hotéis e albergues que vimos durante a pesquisa, não havia café da manhã incluído na diária – o que, pra mim, faz os preços parecerem ainda mais altos.

O Hostel DOM tem um café da manhã bem simples, mas que já faz uma diferença para começar o dia: café, leite, cereais, pão caseiro, manteiga e geléia. Aproveitamos o mercado que fica na esquina para comprar queijo e outras coisinhas para incrementar, mas não chegamos a cozinhar no hotel.

Uma coisa que eu gostei bastante foi da localização. Se você olhar o mapa de Moscou, vai ver que há uns 3 círculos ao redor do centro da cidade. O primeiro delimita a parte histórica, que tem a maior concentração de atrações turísticas; o segundo e o terceiro vão indo para o subúrbio moscovita.

O Hotel DOM fica bem no limite do primeiro círculo e perto da estação Chkalovskaya, que é conectada a 3 linhas de metrô.

hotel em moscou - sala do nosso hostel em moscou

O metrô de Moscou é incrível (lindíssimo, cheio de história!) e a Chkalovskaya permite acesso fácil a todos os locais de interesse – dá para pegar a linha azul direto para o Teatro Bolshoi, para a Praça Vermelha…

E a linha marrom cruza com quase todas as outras linhas, ligando rapidamente a qualquer ponto de Moscou, inclusive atrações mais distantes como o Museu da Cosmonáutica ou o Convento de Novodevichy.

hotel em moscou - decoracao vintage no hostel em moscou

Como a estação é grande, você encontra todo tipo de loja e lanchonete dentro dela – inclusive uma lanchonete Subway que quebrou vários galhos entre um passeio e outro 🙂 (a gente comeu em todo tipo de restaurantes em Moscou, desde dos mais chiques até fast food! hahah)

A pegadinha é que o hostel fica dentro de um parque, então não foi fácil encontrar da primeira vez que a gente chegou.

hotel em moscou - onde ficar em moscou

O endereço que aparecia na reserva nos levou para o quarteirão de trás, fazendo a gente andar desnecessariamente com as malas e entrar pelos fundos do parque.

Mas depois a gente descobriu a entrada mais próxima do metrô, que passa por uma quadra de esportes e um estúdio de ballet, num clima simpático de bairro. A localização “escondida” dá até um charme pro hostel e faz o local se tornar um refúgio tranquilo bem no centro de Moscou 🙂

Onde ficar em Moscou - Hostel em Moscou

A casa parece ter sido renovada recentemente, está tudo bonitinho e bem decorado. Na parte de trás tem uma lojinha super fofa de cosméticos, cremes e sabonetes artesanais. Não são uma pechincha mas são um presente legal pra quem quer fugir dos souvenirs tradicionais.

Nossa chegada na Rússia foi cheia de surpresas e ainda estávamos pegando o jeito para aprender como se virar por lá. Que bom que pudemos nos sentir em casa numa cidade tão diferente para a gente!

Faça sua reserva no Hostel Dom

10 comentários

  1. Oi, encontrei o blog agora pelo Google, pesquisando sobre preços pra viajar pra Rússia, tenho muita vontade!! Queria saber quanto vocês gastaram com esse hotel.. Obrigada!

  2. Olá Fernanda! Gostaria inicialmente de parabenizar o blog pelas informações detalhadas e relevantes! Vou ficar hospedada no Hostel Dom em setembro e tenho algumas dúvidas: vc lembra a que horas inicia o café da manhã? E a distância do metrô? Pelo que vi no Googlemaps são 900 metros! É isso mesmo ou existe alguma passagem que não existe no mapa e que encurte o caminho? Muito obrigada.

    1. Oi, Daniela! Que legal, espero que goste de lá! Não lembro o horário do café, não… mas é meio self-service, o pão fica lá e você prepara sua torrada e tal.
      Todas as distâncias em Moscou são meio grandinhas, mas basicamente você sai do pátio onde fica o hostel, anda um pouco até a passagem subterrânea pra atravessar a avenida e já tá de cara pro metrô. Mas até dentro da estação vc pode ter que andar um bocado… rs 😛
      Não deixa de ver as outras dicas da Rússia aqui no blog, especialmente sobre comida e tal: https://vontadedeviajar.com/tag/russia
      Beijos e boa viagem!

  3. Daniela e Penelope, vocês estão viajando em grupinho para Moscou? Gostaria de contato, pois quero ir pra lá também. Sou de S Paulo.
    Fernanda, você permite que eu entre em contato com elas, através de seu blog?

    1. Claro, Sandra! Eu só não tenho como te passar o contato delas…
      Um tempo atrás eu soube de um site feito para encontrar companhia de viagem: http://www.mesmodestino.com.br/ Eu nunca experimentei, não sei detalhes nem tenho como afirmar se é confiável, mas de repente pode ser legal… E tem o grupo “Mochileiros” no Facebook também, em que volta e meia alguém aparece buscando companhia pra viajar!
      Bjos e boa viagem!

  4. Olá, Sandra! Eu estou viajando com minha mãe e meu marido apenas….criamos coragem e resolvemos enfrentar a Rússia sozinhos. Vamos fazer tudo por conta. Vc já decidiu a data da viagem ou está apenas se planejando e ” criando coragem”? Já estou com o roteiro quase pronto e estou à disposição para trocar experiências. Um abraço.

Deixe uma resposta