Bailarina: o mural de Eduardo Kobra em Moscou

Inspirado em uma cena do ballet Lago dos Cisnes, o mural criado por Eduardo Kobra em Moscou é um dos trabalhos de street art mais bonitos que já vi.

O grafiteiro paulista, que roda o mundo colorindo personagens que marcaram a história de cada lugar, escolheu Maya Plisetskaya para homenagear em sua primeira viagem à Rússia.

Graffiti Bailarina Kobra em Moscou - Mural Maya Plisetskaya
Bailarina: graffiti do Kobra em Moscou

Maya Plisetskaya, diva do ballet russo

Maya Plisetskaya foi um dos principais nomes do ballet russo – atuou como dançarina, coreógrafa, diretora – e ficou conhecida não só pela técnica, mas também pelo carisma e pela forte personalidade na interpretação dos papeis.

Viveu até os 90 anos e foi um dos poucos personagens históricos das obras de Kobra a ser retratada ainda em vida.

Graffiti Bailarina Kobra em Moscou - Maya Plisetskaya
Maya Plisetskaya em seu papel no Lago dos Cisnes

O mural fica pertinho do Teatro Bolshoi, onde ela conquistou o título de “prima ballerina assoluta” em 1960. O movimento delicado e preciso da bailarina ficou ainda mais hipnotizante com as cores e as texturas geométricas que se tornaram assinatura do Kobra.

A cena mostra Maya Plisetskaya interpretando Odette no 4º ato do Lago dos Cisnes, de Tchaikovsky. Esse foi um dos grandes papéis de sua carreira, e incorporou a influência do solo A Morte do Cisne, originalmente coreografado para Anna Pavlova na virada do século 20, e também dançado por ela centenas de vezes ao longo dos anos (apesar da coincidência do nome, o solo não faz parte da peça de Tchaikovsky).

Kobra e o caleidoscópio de cores vibrantes

Realizado em outubro de 2013 com o apoio do artista Agnaldo Brito, que trabalha com Eduardo no Studio Kobra, o mural da bailarina apresenta os elementos recorrentes da série de retratos de figuras históricas.

O arco-íris e as formas geométricas fragmentadas se encontram com a elegante figura de Maya numa composição rica e cheia de movimento.

Graffiti Bailarina Kobra em Moscou - Mural Lago dos Cisnes
Maya e o movimento inspirado em Anna Pavlova

A ideia de retratar Maya no Lago dos Cisnes surgiu depois de algumas visitas a bibliotecas e livrarias russas: “Eu não trouxe uma imagem pronta do Brasil. Em cada lugar por onde passo, procuro fazer uma pesquisa para encontrar imagens que contenham a história do lugar, personalidades do lugar. Encontramos a foto da Maya no Museu do Teatro Bolshoi” (via Russia Beyond).

A partir da pesquisa, começam os estudos para entender qual imagem se adapta melhor às medidas do painel, além dos testes de desenho e de cores. Com o projeto traçado, toda a pintura é feita à mão, sem projetor ou outro suporte.

Graffiti Bailarina Kobra em Moscou - Producao do mural
Equipe Kobra em Moscou – Fotos: Ilya Davydov

“Curto livros antigos, fotos históricas, e gosto de fazer releituras deste tipo de imagem. Os coloridos surgiram da necessidade de dar mais vida a estas cenas que geralmente eram registradas em preto e branco ou sépia, então passei a dar outras dimensões às imagens” (via Sputnik News).

Claro que a estética pop que me chama a atenção – vocês sabem que eu sou fã de arte moderna – mas o processo criativo e a valorização da história e da cultura local me fazem gostar ainda mais do mural ♥

Graffiti Bailarina Kobra em Moscou - Mural Street Art
O mural visto da rua Bolshaya Dmitrovka

A obra fica na lateral do prédio nº 16 na rua Bolshaya Dmitrovka, a 10 minutos da estação de metrô Kuznetsky Most (e com o Museu do Arcade de Moscou no meio do caminho! Imperdível!). As estações Teatralnaya ou Pushkinskaya também servem, ficam praticamente à mesma distância.

Street art na Rússia

O convite recebido por Kobra para fazer um mural tão grande em um distrito nobre e histórico, que reúne quase 20 teatros tradicionais de Moscou, mostra como a Rússia está mudando seu jeito de lidar com a street art.

Moscou Red October - Graffiti na Russia
Graffiti do artista Nootk na fábrica Red October

Graffiti até pouco tempo atrás era uma prática mal vista e, embora eu tenha encontrado alguns murais bem legais na última viagem, ainda cheguei a ver vestígios de intervenções apagadas pela polícia.

O cenário está se transformando com iniciativas como o “Artside Street Art Moscow Festival” sediado na fábrica Red October em 2014, e a criação do Museu de Street Art de São Petersburgo, cujos organizadores ajudaram a viabilizar a ida de Kobra para a Rússia.

Graffiti Bailarina Kobra em Moscou - Onde fica rua Bolshaya Dmitrovka
160 metros quadrados de cores e movimento

Hoje está lá em Moscou um mural de 160 m² em pelo distrito Tverskoy, entre prédios de arquitetura clássica, celebrando ícones da cultura russa de um jeito bem contemporâneo.

Talvez por retratar uma personagem tão querida como Maya Plisetskaya, o mural da bailarina parece ter sido bem recebido pelos locais 🙂

Free Ana: a arte rebelde e efêmera

Antes de ir embora da Rússia, Kobra ainda passou pelo bairro Mendeleevskaya – em que um beco entre prédios residenciais esconde onde o “grafite raiz” acontece em Moscou.

Graffiti Kobra em Moscou - Urso Polar Free Ana Artic 30
Urso Polar no beco de street art em Mendeleevskaya – Foto: Studio Kobra

Ele, que já criou uma série de murais de manifestação por causas ambientais, fez ali no beco o desenho de um urso polar com a mensagem “Free Ana” – em apoio à bióloga gaúcha Ana Paula Maciel.

Ana era parte do grupo de ativistas presos por 2 meses no norte da Rússia após uma ação de protesto do Greenpeace em uma plataforma de petróleo na região do Ártico.

Como é natural da arte de rua, o urso já não está mais lá. A fila em Mendeleevskaya anda mais rápido que em Tverskoy…

Graffiti Bailarina Kobra em Moscou - Street art na Russia
Graffiti numa área nobre de Moscou

A cultura e a arquitetura russa

Os projetos criados por Kobra em Moscou deixaram pouco tempo para o turismo, mas ele ao menos teve chance de visitar a Catedral de Cristo Salvador e a Catedral de São Basílio – que, como era de se esperar, conquistou o coração de quem uma relação tão forte com as cores 🙂

Praca Vermelha em Moscou - Catedral de Sao Basilio Igreja Kremlin
Catedral de São Basílio, na Praça Vermelha em Moscou

“Foi maravilhosa a forma como fui recebido em Moscou e São Petersburgo. O tempo todo fiquei impressionado com a força da cultura russa”, ele comentou ao divulgar os murais feitos na viagem.

Leia também:

8 fatos para você entender uma catedral russa por dentro
A fábrica de chocolate que virou pólo de street art em Moscou
A Rússia sem clichês: não era nada do que eu esperava
banner booking 510x65

Deixe uma resposta