Contribuição de Renata Parreira, que viajou com 3 amigos pela Califórnia em agosto de 2013.

Quando decidi fazer uma viagem pela Califórnia, tive muita dificuldade em encontrar um roteiro redondinho. Como eu só tinha 15 dias para viajar, não podia ir a todos os lugares que os blogs normalmente indicavam.

Ponte Golden Gate

Ponte Golden Gate

Eu e mais três amigos começamos a viagem por San Francisco, de onde se pega a Highway 1 no sentido Sul, na pista mais próxima da orla. Assim a gente já curtia a paisagem no caminho e não precisava atravessar quando quisesse parar para ver o mar e as praias.

Tínhamos feito a reserva do carro pelo Submarino, mas chegando lá nos surpreendemos com a cobrança de mais alguns seguros que o atendente não havia nos informado. Como não entendíamos nada sobre o assunto, acabamos pagando US$ 89,00 por um dispositivo que passaria em todos os pedágios, sendo que durante toda a viagem só passamos por um único pedágio que, se não me engano, custava 50 cents.

Newport Beach

Newport Beach

Aliás, uma dica: tenha sempre muitas moedas porque toda vez que parar o carro terá que colocar moedas na máquina do parking que fica contando o tempo que você está estacionada.

O melhor de San Francisco

Não tem voo direto a partir do Rio de Janeiro, então fomos pela United Airlines com conexão em Houston. Logo no primeiro dia, pegamos o bondinho e fomos conhecer Fisherman’s Wharf. Aproveitamos para tomar sorvete na Ghirardelli, uma fábrica de chocolate famosa na região.

Fishermans Wharf

Fishermans Wharf

Demos bobeira e não conseguimos visitar Alcatraz – tínhamos que ter comprado os ingressos com cerca de três semanas de antecedência. Na volta para o hotel, a fila do bonde estava imensa, acabamos pegando uma limousine super luxuosa que cobrou acessíveis US$ 7 por pessoa!

No dia seguinte atravessamos a Golden Gate Bridge para visitar Sausalito, que é lindo. E também subimos a Lombard Street, a rua mais íngreme dos EUA, que rende umas fotos bem legais.

Pier em São Francisco

Pier em São Francisco

O Beresford Hotel, onde ficamos, é simples mas muito bem localizado, próximo à Union Square. Ali por perto, na rua em que passa o bonde, tem uma pizzaria maravilhosa chamada Vitor Pizza. E vale experimentar também a Cheesecake Factory, que fica na Macy’s, na Union Square. Aproveita e faz umas comprinhas porque ali perto tem todas as lojas boas: H&M, Forever 21, Sephora etc.

Pegando a estrada

No terceiro dia, nos despedimos de San Francisco e seguimos viagem para Monterey. Lá, ficamos no Best Western Park Crest Inn é um motel daqueles de filme americano, com quarto espaçoso, café da manhã ótimo e wi-fi liberado.

Carangueijo em Monterey

Carangueijo em Monterey

Monterey não tem muita coisa para ver, passamos apenas 1 dia. O Monterey Bay Aquarium, que é uma das atrações mais famosas da cidade, estava fechado quando chegamos. Fomos à Cannery Row, fábrica de sardinhas transformada em shopping, e comemos no Bubba Gump, um restaurante temático inspirado no filme Forrest Gump, com citações espalhadas pelo restaurante.

Depois dirigimos pela 17-Mile Drive, uma estrada em Carmel que tem entrada paga, mas que oferece vistas lindas sobre as praias de Pebble Beach e campos de golfe, além das mansões que ficam por ali numa espécie de condomínio de luxo.

Em alguns pontos da Highway 1 tem umas placas que indicam “Point view”, onde tem estacionamento para encostar o carro e tirar fotos. Passamos cerca de 6 horas nesse trajeto até Santa Barbara. A cidade é linda, pena que ficamos pouco tempo. Quem puder, aconselho dormir na cidade para conhecer melhor e pegar uma praia no dia seguinte.

De Los Angeles a San Diego

Tivemos quatro dias maravilhosos em Los Angeles (veja todas as dicas nesse post aqui) e então seguimos viagem para San Diego. Continuamos pela Highway 1 – o caminho é mais longo, mas a paisagem é mais bonita. Passamos por Orange County, Laguna Beach e La Jolla (que já é em San Diego, mas fica um pouco afastada).

Leões marinhos no caminho

Leões marinhos no caminho

Em San Diego, nos hospedamos no Pacific Shores Inn, na praia de Mission Bay. Essa praia tem muitos jovens, bares, é bastante animada. De tardinha, ainda fomos na Wave House, um bar na praia que tem uma piscina com ondas para os surfistas aproveitarem. A região tem muitos bares que costumam encher no pôr do sol. Outra dica boa é o restaurante Olive Garden, que tem filial em várias cidades da Califórnia.

Foram mais 4 horas de estrada entre de San Diego para Las Vegas, com uma paradinha no meio, em Calico Ghost Town – uma cidade fantasma com alguns cenários para tirar fotos.

A fabulosa Las Vegas

Sabe aquela placa famosa “Welcome to Fabulous Las Vegas”? Se você chegar de carro, não vai vê-la porque ela fica perto do aeroporto, no outro lado da cidade. Então o jeito é atravessar a cidade toda e ir lá tirar a foto.

California - A famosa placa Welcome to Fabulous Las Vegas (foto de Renata Parreira para o blog Vontade de Viajar)

A famosa placa

Tinham me dito que o clima em Vegas é tão seco que dá enjoo, mas eu não tive nada. O importante é levar bastante protetor solar e protetor labial porque lá é muito quente mesmo, ainda que todos os lugares fechados tenham ar condicionado.

O grande barato de Vegas são os hotéis – uns mais luxuosos que outros, são eles que movimentam a cidade com cassinos, restaurantes, discotecas e shows. Nós nos hospedamos no Monte Carlo, que é ótimo, bem localizado e barato, mas não tem muito agito, é um hotel bem família e com muita gente da 3ª idade.

Bellagio em Las Vegas

Bellagio em Las Vegas

Vale a pena visitar os cassinos dos hotéis mais famosos como o Caesars, o Bellagio e o Venetian. O show das águas em frente ao Bellagio é imperdível (e de graça!). Acontece de meia em meia hora, a cada apresentação com uma música diferente, um visual muito bonito.

No Caesars fica o Forum, shopping com grandes marcas como Victoria’s Secret, Sephora, MAC e H&M. Para recarregar as baterias, além da Cheesecake Factory, tem uma lanchonete chamada Serendipity bem em frente ao hotel. O sorvete de lá é o melhor de todos – tem um com bolo de pasta de amendoim que é uma delícia.

Também não deixe de ir ao Fashion Mall, em frente ao Venetian, que tem uma Forever 21 enorme. Já os Outlets me pareceram mais interessantes para homens que para mulheres, mas vale a pena ir de qualquer forma. Para quem quer comprar eletrônicos, uma loja boa é a Fry’s.

Em Vegas é tudo perto, mas tudo longe. Como os hotéis são muito grandes, você anda muito de um pro outro, mesmo que sejam vizinhos. Prepare-se pra caminhar bastante. Mas a boa notícia é que todos os hotéis têm estacionamento gratuito.

Para curtir a noite, aproveitamos uma pool party no hotel Mandalay Bay e fomos dançar boate Tao. As luzes de Las Vegas foram perfeitas para fechar as férias na Califórnia em grande estilo!

Leia também:
>> Los Angeles cinematográfica
>> Atlanta: mais que uma escala

Share

12 Comentários

  1. Bom dia
    Vou fazer o roteiro SF-LA-LV de carro em outubro e peço sua ajuda com duas dicas super importantes para as quais tenho tido dificuldade em conseguir respostas definitivas:

    – Além dos shows, quais programas vc recomenda que sejam reservados pela internet antecipadamente (pelo custo e/ou pela chance de não conseguir in loco) ex: Alcatraz by night em SF…

    – Para as cidadezinhas da Highway (pretendo passar 2 noites em Carmel/Monterrey, 1 em Santa Barbara e 1 em San Luis Obispo), vc recomenda sair do Brasil com os hoteis já reservados ou é melhor deixar o roteiro em aberto?

    Pretendo gastar por volta de USD200/dia e estou receoso de me amarrar num roteiro com tantas variáveis que esse passeio oferece, mas por outro lado tenho medo de chegar lá e perder muito tempo procurando hoteis com vagas que apresentem bom custo/benefício (fora o fato que não sei se terei acesso ao 3G fora do Brasil, o que dificultaria essa procura…)

    Muito obrigado antecipadamente!

  2. Oi, Jair
    Alcatraz tem que agendar mesmo, com pelo menos 1 mês de antecedência. O passeio da Warner em Los Angeles (veja aqui: http://wp.me/p4eMct-17i) também é bom comprar pela internet antes.

    Se tiver algum show específico que você queira ver em Las Vegas, pode comprar pela internet, mas se puder ser qualquer um, compra quando chegar lá porque tem muita oferta. Até mesmo o passeio de Las vegas ao Grand Canyon tem bastante opção lá.

    Quanto aos hotéis, você pode reservar os primeiros dias e deixar os últimos para reservar ao longo da viagem, quando encontrar wifi. Assim você ganha mais flexibilidade. O app da Priceline é bom para isso.

    De qualquer forma, tem muita oferta de motel nessas cidadezinhas, e também redes tipo Holliday inn, Mercure etc. Esses moteis são baratos e a maioria apresenta uma boa estrutura. Monterey tem mais opções que em Carmel, por outro lado Carmel tem pousadas mais charmosas (e mais caras também). Só não deixe pra chegar no hotel em busca de hospedagem muito tarde, tente chegar até umas 15h para procurar.

    Obrigada pela visita ao blog! Depois passa aqui pra contar como foi a viagem! : )

  3. Olá, estou precisando de uma ajuda para montar meu roteiro e talvez vc possa me ajudar. Quanto tempo é necessário para a visita dos estúdios em LA e de Alcatraz em SF? Consigo fazer os dois estudios no mesmo dia? Tem um horário melhor pra visita de Alcatraz? Obrigado pela ajuda!

    • Oi, Onofre! Valeu pela visita ao Vontade de Viajar 🙂

      Em LA, o tour pelo estúdio da Warner leva cerca de 2h. No site onde você faz a reserva, é possível marcar um horário e também solicitar convite para ver alguma gravação. Deve ser bem legal! O tour da Universal leva mais ou menos esse tempo também, mas como é um parque, é legal passar o dia inteiro para curtir os brinquedos.

      Quanto a Alcatraz, em SF, o horário depende do tipo de visita que você quer. Os primeiros barcos do dia são os menos cheios, mas a visita noturna é a mais completa e tem gente que gosta da adrenalina de sentir um certo medo passeando pela antiga prisão à noite! Veja o link: http://www.alcatrazcruises.com/website/tour-comparison.aspx

      Dá uma olhada também no post sobre LA http://wp.me/p4eMct-17i e as dicas de SF http://wp.me/p4eMct-Ap

      Caso ainda não tenha reservado seus hotéis, faz a reserva usando a caixinha do Booking.com aqui embaixo do site ou os links nos nossos posts! Assim vc dá uma força pra manter o nosso blog 🙂
      Um abraço e boa viagem!

  4. Boa tarde! Vi o blog sobre a viagem pela Califórnia…gostaria de algumas dicas!! 😀
    Gostaria de fazer o mesmo roteiro em dezembro…sera q eh mto frio??? Eu nunca dirigi em estradas no exterior…como fazer com pedágios, estacionamentos? Sera q consigo?? Estou pretendendo ficar 15 a 18 dias…o q acha? E o custo diário, aquele calculo de 100 us /dia é suficiente para alimentação, passeios e combustível?
    QQ dica sera bem vinda.
    Muito obrigada.

    • Oi Marilia! Em dezembro é frio sim, mas nada insuportável (não é tão frio quanto NY, por exemplo). Em San Francisco é mais frio que nas outras cidades, por ser mais ao norte, mas mesmo assim a viagem deve ser agradável. Dirigir na Califórnia é super tranquilo, as estradas são bem sinalizadas e estacionamento tem em abundância em todas as cidades. Em relação aos pedágios, muitas empresas de aluguel de carro tem um pacote com o pagamento de pedágios incluído, mas se você não optar por isso, não tem problema pois o pagamento deles é simples. O tempo que você pretende ficar é perfeito e vai dar para fazer toda a costa sem pressa. O custo diário acredito que fica na faixa de US$ 100-150. Espero que tenha ajudado 🙂

Exibir Comentários