O charme de Notting Hill: casas coloridas e o Portobello Market

Todos os sábados o bairro de Notting Hill fica abarrotado de turistas e londrinos que vão ao Portobello Market, mercado de antiguidades, comidas y otras cositas mais na rua hômonima.

Nem mesmo o outono gelado atípico que foi o de 2010 (eu estava em Londres no início de dezembro) afugentou o público e o mercado fica tão cheio que mal se pode andar!

A multidão já bomba na estação do metrô (estação Notting Hill Gate), e na rua onde fica a saída para o mercado, a Pembridge Road.

Aliás, esta rua é cheia de lojinhas de roupas e acessórios femininos baratos, de qualidade não lá muito boa, mas as roupas são super antenadinhas e todas as lojas têm modelos de school bags, febre que ainda não pegou muito por aqui.

A Pembridge também tem dois brechós bem legais, o Retro Woman no número 28 (que também tem uma loja masculina) e o Dolly Diamond Vintage Fashion, no nº 51 da mesma rua. Este é mais antigão mesmo, com muitas peças dos anos 40 e 50, e até mais antigas, inclusive roupas infantis.

Antiguidade também é o foco do Portobello Market, mas não no sentido “metido à besta” dos antiquários que vemos no Brasil, está mais para um espírito “mercado de pulgas”.

Portobello tem tanto barracas na rua como galerias fechadas que vendem de tudo: brinquedos, roupas, malas, bolsas, tecidos e aviamentos, jóias, relíquias das guerras mundiais, revistas – um verdadeiro museu do cotidiano.

Além das barraquinhas de antiguidade, tem lojinhas mais moderninhas e fofas.

No fim da rua, as barracas são de comida e eu recomendo uma só de bruschettas (o italiano que faz é bonito e simpático, diga-se de passagem, mas não rolou foto… hahahaha).

Camprinhas à parte, o bairro de Notting Hill é a coisa mais fofa do mundo – não é à toa que foi escolhido como cenário de comédia romântica.

Olha essa casa que máximo (aliás, a moda de casas coloridas na Inglaterra é demais, quem dera que aqui fosse assim)!

Foto de capa: Richard Taylor

9 comentários

  1. Depois da bruschetta (que vou fazer questão de experimentar), ou até mesmo antes, a boa é um cupcake na “Hummingbird bakery”. Faz fila na porta da pequena confeitaria estilo americano escondida no meio das antiquários. Ela já tem uma certa fama, até lançou livro com suas receitas, mas nada como aproveitar pra experimentar o original.

  2. Amo Notting Hill! Quando tenho tempo dou uma passada la para beliscar alguma comidinha delicia e barganhar algo fofo para casa.

Deixe uma resposta


Close