Como entrar de graça nos melhores museus do mundo

Quase todas as cidades da Europa têm muitos museus de graça – em compensação, quando a entrada é paga, o ingresso pode ser bem caro! Para quem está viajando com o orçamento apertado (ou em épocas de câmbio desfavorável), a dica é ficar de olho nos horários.

Alguns dos grandes museus do mundo têm dias e horários de admissão gratuita. É só se programar para economizar uma graninha! :)

melhores-museus-do-mundo-museu-do-louvre-em-paris
Louvre em Paris

O Louvre, em Paris, funciona todo dia (menos terça) das 9h às 18h, mas os visitantes têm que sair até 17h30. O ingresso (€ 10) não é cobrado no primeiro domingo de cada mês e jovens de até 26 anos também entram de graça nas sextas à noite, depois das 18h (quando a visita se encerra às 21h30).

Já em Madri, o Reina Sofia libera a entrada nos dias úteis a partir das 19h e nos sábados depois das 14h30. Ou seja, dá pra ver a Guernica sem gastar um tostão (o ingresso regular custa € 6). Nesses dias, o museu fecha às 21h mas as pessoas têm que ir embora 15 minutos antes. Às quartas, o Reina Sofia não abre e aos domingos é só das 10h às 14h30.

museus-guernica-no-reina-sofia-em-madri
Reina Sofia, em Madri

Nos EUA também dá para economizar: o fantástico MoMA, Museu de Arte Moderna de Nova York, não cobra ingresso às sextas, das 16h às 20h (mas tem que entrar na fila para pegar o ticket grátis mesmo assim!).

Sempre que for programar sua ida a um museu, é bom também ficar de olho em uma pegadinha: tem museu que estabelece um horário para a última admissão – normalmente 1h ou 30 minutos antes do encerramento. Se chegar lá perto da hora de fechar, eles nem deixam entrar.

Aconteceu com uma amiga minha: ela estava vendo uma exposição em Londres e o segurança veio pedir para ela se retirar pois o museu estava encerrando as atividades. Imagina a decepção: ela tinha acabado de comprar o ingresso (em libras!). Mas lá é assim mesmo, os horários são sagrados.

museus-moma-nova-york-posters
MoMA de Nova York

Vale lembrar que muitos museus, especialmente os gratuitos, dependem de doações para manter seus acervos e instalações bem cuidados. É comum ter caixas pedindo dinheiro logo na entrada e, mesmo que o seu orçamento só permita uma doação simbólica, é simpático contribuir :)

Leia também:

City pass vale a pena?
Um belo dia de sol no Museu e Parque de Serralves, em Portugal
O museu interativo da música britânica, em Londres