Museu da música britânica: para viver a história do rock

O primeiro endereço do British Music Experience foi em Londres, na O2 Arena – um moderno e gigantesco estádio para shows que abriga também bares, restaurantes e até um cinema. Funcionou nesse local de 2009 a 2014, e foi logo no primeiro ano que eu estive lá e vi de perto o figurino de Ziggy Stardust do David Bowie ♥

British Music Experience - Museu da Música Britânica - Rolling Stones
Rolling Stones e a Invasão Britânica

Agora, o Museu da Música Britânica está de mudança para Liverpool, com inauguração prevista para fevereiro de 2017 no Cunard Building. Se a história dos Beatles já não fosse suficiente, os fãs de rock têm mais um excelente motivo para colocar a cidade no roteiro de viagem pelo Reino Unido.

No acervo, roupas de Fred Mercury e guitarras do Led Zeppelin são só o começo. A exposição interativa conta a história do rock inglês todinha, desde as bandas de skiffle dos anos 40 até o indie rock contemporâneo, passando por Pink Floyd, The Smiths, Eric Clapton, Sex Pistols, Oasis, Amy Winehouse e quem mais você puder imaginar.

British Music Experience - Museu da Música Britânica - Britpop
Britpop: a era Cool Britannia

A Invasão Britânica, o Punk, o Britpop, e cada uma das grandes fases da música britânica têm uma sala com objetos históricos, vídeos e infográficos em grandes telas, além de músicas para você escutar, é claro. Mais que a evolução da música ao longo do tempo, a gente vê também como cada movimento refletiu a política, a moda, a arte e o comportamento de sua época. Realmente uma exposição super divertida de se visitar 🙂

Depois de navegar por toda a cronologia da música britânica, você encontra um estúdio interativo (que no BME de Londres era patrocinado pela Gibson) onde pode testar seu talento na bateria e nas guitarras. Tem vídeos de grandes músicos dando dicas para treinar solos e “jam sessions virtuais” para tocar junto com os Rolling Stones e outros clássicos.

British Music Experience - Museu da Música Britânica - Exposicao multimidia
Exposição interativa no BME em Londres

Uma parte engraçada e super legal eram as cabines para quem quisesse se arriscar nos passos de dança típicos de cada ritmo inglês! A gente repetia os movimentos que apareciam na tela depois assistia nosso vídeo arrasando nos dance steps 😀

Não podia tirar foto em nenhuma sala da do museu, mas uma coisa legal é que o ticket de entrada tinha um código que permite registrar o que tivesse achado mais interessante. Depois você entrava no site do BME para conferir suas “anotações” e assistir aos vídeos que você gravou dançando e tocando.

British Music Experience - Museu da Musica Britanica - Interativo
Salão interativo, estúdio da Gibson e o ticket inteligente

Vale ficar de olho na programação, porque o Museu da Música Britânica costumava organizar palestras e workshops com críticos musicais de grandes revistas, produtores, guitarristas e grandes nomes do pop e do rock inglês. Se em Liverpool o BME for metade do que era em Londres, já vai ser um show!

// Atualizado em julho de 2016

13 comentários

  1. Muito legal! Se eles tem um salão para cada década, o salão dessa década ta ongoing ou ta esperando virar 2020?

    1. Na verdade, a exposição é mais divida por “era” do que por década. Por exemplo, a seção de Glam Rock vai de 1970 a 1976 e a partir daí já é o salão do movimento Punk e do Ska.
      O atual é o salão “1993-Present”, que no fim das contas tem um repertório bastante pop e inclui coisas bem recentes. É capaz de criarem novas seções daqui a um tempo, quando der pra ver o que realmente “marcou época” nessa geração e o que foi só modinha…

  2. Deve ser muito legal!!!!Quando foi que este museu abriu??? Eu fui em 2008 e não ouvi falar sobre isso… nem eu, nem os meus pais!!!!

    1. Vi, do jeito que você os seus pais gostam de música, vocês iam adorar o British Music Experience! Mas só foi inaugurado no início de 2009…

    1. Verdade, Luiza! E o melhor, grande parte deles tem entrada grátis! Londres, realmente, é demais! =)

Deixe uma resposta