Edimburgo - Pubs assombrados em Edimburgo lendas - foto Jessica AG - blog Vontade de Viajar

Edimburgo é uma cidade linda com histórias muito curiosas, para não dizer estranhas. A capital da Escócia tem fama de ser a cidade mais mal assombrada do mundo – e as lendas que se espalham pelas ruas do centro histórico estão lá para manter o título.  Algumas das mais curiosas deram origem a nomes de pubs e bares (como não podia deixar de ser no Reino Unido!) que valem a visita:

The World’s End

Pubs de Edimburgo - The Worlds End pub do fim do mundo

Um dos mais tradicionais pubs de Edimburgo, o World’s End foi construído onde era o portão de Netherbow, uma das poucas passagens do muro de pedra que foi erguido depois da batalha de Flodden, em 1513, quando o rei James IV e boa parte da nobreza escocesa foram mortos pelos ingleses. Por mais de 30 anos, ninguém podia cruzar aquele ponto – para os cidadãos de Edimburgo, o mundo acabava ali. Partes da fundação da Flodden Wall ainda podem ser vistas onde o pub foi construído.
// Endereço: 4 High Street

Deacon Brodie’s Tavern

Pubs de Edimburgo - Deacon Brodies Tavern homem que inspirou Dr Jekyll e Mr Hide

William Brodie, eleito vereador da cidade de Edimburgo em 1781, era um cidadão respeitável e exemplar que trabalhava instalando fechaduras e armários. À noite, porém, Brodie rendia-se à jogatina e fazia todo tipo de sem-vergonhice. Para manter seus vícios, Brodie copiava as chaves das casas de seus clientes ricos para roubá-los durante a madrugada. Em 1786, tentou fugir para a Holanda depois de ser pego em flagrante, mas acabou enforcado na Tolbooth de Edimburgo dois anos depois. Dizem que Brodie subornou o carrasco para evitar que o enforcamento fosse fatal e que foi visto anos mais tarde em Paris… Dizem também que sua história serviu de inspiração para o escritor escocês Robert Louis Stevenson criar, em 1886, os personagens Dr. Jekyll e Mr. Hyde.
// Endereço: 435 Lawnmarket

Maggie Dickson’s Pub

Pubs de Edimburgo - Maggie Dicksons Pub em Edimburgo a lenda da mulher enforcada

Maggie Dickson era uma vendedora de peixe que, depois de abandonada por seu marido, foi trabalhar numa pensão em Kelso. Era 1723 quando ela engravidou depois de ter um caso com o filho do patrão e, com medo de ser despedida, escondeu a barriga o quanto pôde. O parto foi prematuro e o bebê não resistiu. Maggie foi condenada (não pela morte da criança, mas pela ocultação da gravidez) e enforcada no Grassmarket, em Edimburgo. A caminho de Musselburgh, cidade de origem da moça, onde seria o enterro, as pessoas ouviram barulhos de dentro do caixão e – surpresa! – ela estava viva. A justiça entendeu que foi vontade de Deus e que Maggie, já tendo sido enforcada, não poderia pagar duas vezes pelo mesmo crime. Viveu ainda por mais 40 anos, conhecida como Half-Hangit Maggie. Um brinde a ela!
// Endereço: 92 Grassmarket

The Last Drop

Pubs de Edimburgo - Pub Last Drop em Edimburgo e assombrado

Como o Grassmarket era palco das execuções públicas mais badaladas de Edimburgo (centenas e centenas de pessoas se reuniam para assistir, era um verdadeiro espetáculo!), muita gente acha que o nome desse pub se refere à última bebida dos condenados antes de irem para a forca. Até que não seria má ideia, mas o nome veio mesmo como uma homenagem ao fim das execuções públicas que aconteceram por mais de um século ali em frente. A corda amarrada na forca faz o formato de uma gota, daí virou uma gíria em Edimburgo. A “última gota” foi por volta de 1750 – dá pra ver na frente do bar um memorial com o desenho de uma forca no chão da praça. Mas o bizarro mesmo nesse pub é a lenda de que ele é assombrado pelo fantasma de uma menina irlandesa. Perguntei ao garçom se ele já viu alguma coisa, ele disse que trabalhava ali há pouco tempo mas a galera que tá há mais tempo na casa conta histórias sinistras!
// Endereço: 74-78 Grassmarket

Greyfriars Bobby Bar

Pubs de Edimburgo - Greyfriars Bobby o cachorrinho do cemiterio de Edimburgo

Bobby era o cachorro de John Gray, vigilante noturno que morreu em 1858 de tuberculose e foi enterrado no cemitério da igreja Greyfriars Kirk. Diz-se que Bobby passou 14 anos ao lado do túmulo de seu dono, até sua própria morte, em 1872. O cãozinho foi enterrado perto do portão da Igreja, onde lê-se “Que sua lealdade e devoção sirvam de lição a nós todos”. No ano seguinte, a baronesa Burdett-Coutts mandou erguer uma estátua em homenagem a Bobby. Originalmente, a estátua estava de frente para o cemitério, mas os donos do pub tiveram uma grande sacada e giraram o bichinho para que o bar aparecesse nas fotos dos turistas 🙂 Muito espertos!
// Endereço: 34 Candlemaker Row

5 passeios para viajar no tempo em Edimburgo
Share

 

10 Comentários

  1. Essas histórias são realmente fantásticas, a que eu mais curto é a do “World’s end”. O interessante é que muitas vezes você passa por lugares assim quando tá viajando e não sabe dessas histórias. Acho que você devia fazer um post sobre os “Free Tours”, porque eles são sensacionais pra quem gosta de conhecer esse tipo de coisa sobre os lugares. ^^

  2. Acho que a minha preferida era a da Half-Hangit Maggie, mas adorei saber a origem do Médico e o Monstro!
    Certamente vou fazer um post sobre os walking tours, eles sempre contam histórias muito boas… Os passeios por Edimburgo ficam completamente diferentes depois de a gente escutar as lendas!

Exibir Comentários

Close