Bolonha - Street art Italia - dicas de viagem no blog Vontade de Viajar

A cena de arte urbana na região da Emilia Romagna surpreende com técnicas criativas super diferentes e murais de grafiteiros italianos que ganharam o mundo. A maior parte das intervenções artísticas se encontra na capital da região, Bolonha, uma cidade universitária que borbulha de criatividade!

bolonha-street-art-colagem-do-artista-bifido-no-cheap-festival

Colagem do artista Bifido

Logo no primeiro dia do BlogVille, resolvi começar a conhecer a cidade pelo circuito de street art. O roteiro que eu fiz a pé durou cerca de 2h – e como Bolonha não é muito grande, foi um passeio super tranquilo. Mas também é possível fazer de bicicleta, é só alugar no Demetra Social Bike por 15 euros e usar o dia todo 😉

bolonha-street-art-graffiti-e-bike

Graffiti e bike <3

O circuito começou na Piazza Maggiore, ponto de referência da cidade, indo em direção à Via Zamboni, na zona universitária. A Via Zamboni parece um museu a céu aberto, cheia de arte com referências políticas, como o mural assinado por Gutierrez em 1988, que retrata um cenário de terceiro mundo.

bolonha-street-art-dinossauros-blu-no-giardino-del-guasto

BLU no Giardino del Guasto

Outra descoberta foi o Giardino del Guasto, que além de ser um local onde os estudantes almoçam e ficam de boa, é um parque repleto de figuras de dinossauros do artista italiano BLU.

Depois foi hora de atravessar a cidade em direção à Porta Lame. Chegando na Via Giovanni Marconi é possível avistar as famosas #FrontierBoxes, duas casinhas pintadas pelos artistas Lokkis (francês) e Rae Martini (italiano).

bolonha-street-art-carol-frontier-boxes

Carol nas Frontier Boxes

E daí começa uma imersão em um bairro repleto de arte! As paredes da Via Azzo Gardino estavam cobertas de colagens do italiano Bifido para o Cheap Festival, um festival de street art que acontece em Bolonha onde artistas colam pôsteres desenhados por eles nas paredes da cidade.

bolonha-street-art-colagem-do-artista-bifido

Colagem do Bifido no Cheap Festival

Ainda dei sorte de pegar a época do Biografilm Festival, um festival de cinema que acontece todo ano em Bolonha com exibição de documentários e curtas. O Parco del Cavaticcio, onde acontecia parte das exibições, à noite ficava de pessoas curtindo o som dos DJs, com barraquinhas de comida e cerveja artesanal.

bolonha-street-art-graffiti-balao-e-borboletas-em-bolonha

Street art em Bolonha

Nessa mesma área também ficam o MAMBO (Museu de Arte Contemporânea de Bolonha) e o cinema Lumière, decorado com pôsteres de Marcello Mastroianni e Anthony Quinn. As salas de exibição super charmosas também homenageiam grandes nomes do cinema, com o nome de Sala Scorsese e Sala Mastroianni.

bolonha-street-art-graffiti-rato

Ericailcane na Bartleby

Passando da Porta Lame encontramos os últimos murais do tour, que por sinal são os maiores! O cachorro louco é assinado pelos artistas Cuoghi e Corsello, que são lá de Bolonha mesmo, e o mural de ratinhos brancos (detestado pelos moradores locais… rs) é criação do também italiano Hitnes.

bolonha-street-art-arvore-da-alquimia

Árvore da Alquimia

Por fim, uma das obras mais interessantes: a Árvore da Alquimia, assinada pelo artista Andreco, foi pintada em 2012 com uma tinta fotocatalítica – que é livre de agentes tóxicos e ajuda a reduzir a poluição, por ser capaz de absorver dióxido de nitrogênio. Bolonha é tão incrível que tem até street art eco-friendly 🙂

Share

 

Seja o primeiro a comentar

Close