Pôr-do-sol no deserto de Dubai

Já contei aqui no blog sobre a torre mais alta do mundo e souks de Dubai. Agora chegou a hora de contar sobre o passeio que mais marcou a nossa rápida passagem pelos Emirados Árabes: o safari pelo deserto.

Tínhamos apenas duas noites em Dubai, mas não tivemos dúvida na hora de escolher a atividade que tomaria uma tarde inteirinha e a noite também: queríamos fazer o Evening Desert Safari, para ver o pôr-do-sol entre as dunas.

Dubai - Dune bashing picapes nas dunas
Dune bashing: picapes nas dunas

A gente sente o maior frio da barriga enquanto picapes enfrentam as tantas subidas e descidas naquela imensidão de areia! São quase 40 minutos dirigindo deserto adentro (se você sofre com motion sickness, é bom tomar um remédio para enjoo), mas todo o rally é compensado pelo pôr-do-sol.

Foi realmente lindo, um visual de tirar o fôlego e uma sensação incrível de presenciar a infinitude do deserto.

Dubai - por do sol no deserto (blog Vontade de Viajar)
Pôr-do-sol no deserto árabe

Depois seguimos para um grande acampamento no meio do deserto, onde era oferecido um churrasco de carneiro com um pequeno buffet de acompanhamentos.

Durante o jantar, havia apresentações de danças tradicionais árabes, como a dança do ventre e a folclórica dança tanoura – em que o dançarino gira em círculos initerruptamente, até alcançar um certo estado de meditação. Os ornamentos luminosos e a bailarina loura estão lá para lembrar que tudo isso é um show turístico, mas mesmo assim a experiência é interessante.

Dubai - Desert safari - deserto de Dubai
Desert safari em Dubai

Tinha algumas atividades interativas – de aula de dança até tatuagem de henna, mas eu queria mesmo andar de camelo! Essa era uma coisa que eu não tinha feito quando fui para Marrocos, estava super curiosa!

Já era noite quando demos uma voltinha curta mas muito divertida com Sean Penn (o camelo poderia ter um nome melhor que esse?!). Mal consegui me recuperar do susto que levei quando o bicho se levantou, já era hora do pinote da descida.

No acampamento tinha ainda uma tenda com peças da indumentária árabe para os visitantes experimentarem e tirarem fotos (é turistão, mas quando mais você teria essa chance?) 🙂

As longas vestes brancas dos homens, originalmente usadas para se proteger do sol, hoje são uma demonstração de orgulho das tradições. Diferentemente da burca preta que cobre a mulher, não há qualquer motivação religiosa para o homem se vestir assim, mas é comum inclusive entre altos executivos, como forma de afirmação nacional.

Dubai - Danca do ventre no acampamento do deserto - foto Neri the Nomad
Dança do ventre no acampamento (via)

Há muitas agências de turismo que oferecem day trips para o deserto, a partir da cidade de Dubai. Todas elas parecem oferecer o mesmo roteiro e as mesmas atrações. A Arabian Adventures é uma das mais famosas, mas contratamos a Desert Safari Dubai, que estava com preço melhor (205 dinares em vez de 360, uma economia de US$ 40).

Queríamos ter tido mais tempo para aproveitar as atividades do acampamento – o lugar estava cheio (funciona como um ponto de encontro para dezenas de picapes que levam cerca de 6 pessoas cada) e o serviço não era muito organizado.

Emirados Arabes - Passeio no deserto aula de danca do ventre
Aulinha de danca do ventre (via)

Aliás, para uma cidade que investe tanto no turismo, achamos o serviço em Dubai surpreendentemente ruim (isso considerando que não estávamos no circuito 5 estrelas, né?). Muitos garçons e atendentes não falam inglês mas respondem “yes” pra qualquer coisa, mesmo sem ter entendido bulhunfas do que você perguntou.

Teve um restaurante em perguntamos se aceitavam cartão de crédito (yes) e se podiam fazer o prato sem pimenta (yes)… E adivinha quem terminou o almoço com a boca ardendo e a carteira zerada?! rs rs

Dubai - Jantar no acampamento do deserto
Jantar no acampamento do deserto (via)

Os tours para o Evening Desert Safari saem diariamente e duram, mais ou menos, das 15h às 21h (horário de pick up e retorno ao hotel). Há outros passeios mais curtos e mais em conta no período da manhã.

Se você optar pelo Safari à tarde, uma boa opção para a parte da manhã é visitar a Jumeirah Mosque, uma das poucas mesquitas do mundo que permitem a entrada de não-mulçumanos. A proposta é apresentar a religião islâmica e suas tradições, de forma a abrir mais espaço para o diálogo.

A Mesquita Jumeirah adota o lema “Open Doors, Open Minds”

Achei a iniciativa brilhante, posto que nós, ocidentais, criamos uma série de conceitos equivocados sobre o islamismo, sobretudo a partir de 2001. As visitas acontecem às terças, quintas, sábados e domingos, das 10h às 11h15, e custam apenas 10 Dirhams (uns US$ 3).

Leia também:

O prédio mais alto do mundo e o centro de Dubai
Como tirar o visto para os Emirados Árabes

6 comentários

  1. Que trip legal essa, Fernanda!
    Não conseguimos ir pro Marrocos quando estávamos morando em Portugal, faltou tempo ($$) hehe, mas os países árabes estão na minha lista pras próximas viagens!

    =D

Deixe uma resposta