Jardin des Plantes: picnic entre as flores de Paris

O Jardin des Plantes é o passeio perfeito para uma bela manhã de domingo na primavera 🙂 Muito mais do que o jardim botânico de Paris, o “Jardim das Plantas” concentra também um zoológico (o segundo mais antigo da Europa), o Museu de História Natural da Cidade e o Museu da Paleontologia, além de quatro estufas que recriam a natureza de diversos lugares do mundo!

paris-jardin-des-plantes-jardim-botanico-de-paris

O jardim está localizado no Quartier Latin, bairro universitário no coração de Paris, e o fato de ter entrada grátis faz com que ele fique sempre movimentado, cheio de crianças brincando, famílias aproveitando o fim de semana e vários grupos de amigos fazendo picnic!

paris-jardin-des-plantes-passeios-em-paris

Foi o que eu e meu amigo André fizemos – separamos frutas, iogurte e sanduíche numa cestinha para tomar um picnic de café da manhã em meio às roseiras do Jardin des Plantes! O cheiro das flores perfumou o meu dia e fez do nosso passeio um dos mais agradáveis para curtir Paris em um dia de sol.

paris-jardin-des-plantes-carol

A variedade de plantas e árvores do jardim realmente chama a atenção, e as outras atrações também valem a pena. Depois do picnic, fomos em busca dos famosos pandas vermelhos do zoológico parisiense. Conseguimos ver alguns de longe já que eles se escondiam bastante, mas adorei ver um ursinho daqueles ao vivo pela primeira vez! Eles são super fofos e são o hit do zoológico, todo mundo vai lá em busca deles!

O Museu de História Natural eu já tinha visitado em outra viagem e se não estivesse com o dia cheio com certeza o visitaria mais uma vez. O prédio é absolutamente lindo e, além da famosa Galeria da Evolução e do acervo de paleontologia e geologia, o museu tem uma programação variada, que às vezes inclui exposições de fotografia e outras coisas bacanas.

paris-jardin-des-plantes-jardim-das-plantas-em-paris

Meu passeio continuou pelas margens do Rio Sena em direção ao Instituto do Mundo Árabe, que fica a poucos minutos dali, na melhor maneira de conhecer Paris: caminhando a pé! 🙂

Deixe uma resposta