Bunker 42 Moscou - abrigo antiaereo da Guerra Fria - dicas de viagem no blog Vontade de Viajar

Imagina andar pelos corredores de um abrigo antiaéreo russo do período da Guerra Fria, que por 30 anos foi totalmente secreto. Entrar no Bunker 42 dá um certo calafrio – a gente não sabe o que esperar de um tour como esse!

Se não fosse pelo portão verde que existe hoje, com uma estrela soviética vermelha no alto, não daria para saber que existe toda aquela infraesturura militar ali.

Moscou - Portao do Bunker 42

O Bunker 42 fica embaixo de um prédio amarelo claro, idêntico a tantos outros em Moscou. Na década de 60, os russos simulavam a movimentação de um prédio residencial comum, para não levantar suspeitas sobre as operações de guerra.

Como funcionava o abrigo antiaéreo

A visita ao Museu da Guerra Fria começa descendo uns 20 andares de escada – porque, claro, um abrigo antiaéreo construído para resistir a um ataque nuclear fica abaixo do nível do metrô, a 65 metros da superfície. Durante a visita, a gente consegue ouvir o barulho dos trens passando sobre as nossas cabeças.

Moscou - Abrigo antiaereo Bunker 42

Dos bunkers construídos pelos russos, o modelo 4 era o mais eficaz – tinha os corredores protegidos por 1 metro de concreto para cada lado, cobertos de chapa de aço.

O primeiro deste tipo, chamado 4.1, foi construído embaixo do Kremlin. O segundo é este, que ganhou o nome de Bunker 4.2 e é o único bunker aberto a visitação em toda a Rússia.

Bunker 42 Moscou - Abrigo nuclear da Guerra Fria

Ali funcionava um centro de controle de voos de longa distância, além de um abrigo com capacidade para manter 600 pessoas por até 3 meses.

Os suprimentos entravam por uma passagem secreta da estação de metrô Taganskaya, por onde também era feito o acesso dos oficiais militares.

Bunker 42 Moscou - Telegrafos da operacao militar

O complexto do bunker tinha 4 blocos, em túneis diferentes, numa área total de 7 mil m2. O trecho que hoje tem o Museu da Guerra Fria era onde funcionava a operação do centro de controle. Nos outros três blocos, ficavam os telegrafistas, os reservatórios de água e energia, e a acomodação com dormitório, vestiário e cozinha.

Todos os ambientes foram remontados no museu, para mostrar como as coisas funcionavam na época de Stalin.

Bunker 42 Moscou - Dormitorio dos oficiais no abrigo antiaereo

Tem também um pequeno vídeo documentário (em inglês, francês ou espanhol) que conta a história da Guerra Fria – do ponto de vista da Rússia, o que é engraçado para nós, brasileiros, que nos acostumamos com a história contada pelos EUA.

Mísseis e simulação de ataque

Estar dentro do Bunker 42 é como estar dentro da história. Você vê de perto a sala de controle de voos, as armas do exército russo e até detalhes mais sutis sobre a vida naquela época.

Bunker 42 Moscou - Escritorio e maquina de soda

Em um dos corredores, a gente encontra uma máquina de refrigerante super típica do período soviético. Em vez de copos descartáveis ou latinhas, a soda era servida num copo de acrílico, que você deixava na máquina para a próxima pessoa passar uma água e usar também… rs

É uma experiência eletrizante estar de frente para o botão que poderia ter começado uma guerra nuclear, ver como eram as primeiras bombas atômicas e encenar o lançamento de um míssil.

Moscou - Missel russo Bunker 42

Mas nada supera ser pego de surpresa nos corredores do abrigo com uma simulação de bombardeio! Adrenalina e lição de história ao mesmo tempo!

Os tours mais extremos dão acesso também a um túnel que não foi cenografado para o museu e que, por ser mais realista, serve de locação para filmes sobre a Guerra Fria. Para grupos fechados, é possível seguir pelo túnel de acesso do metrô, onde a passagem vai ficando cada vez mais estreita e as simulações de ataques terroristas são ainda mais apavorantes!

Moscou - Simulacao de emergencia Bunker 42

Como chegar no Bunker 42

O Bunker 42 em Moscou fica na borda da linha circular do metrô, a uns 10 minutos da estação Taganskaya. Como fica um pouquinho afastado da área turística, uma dica para chegar lá a partir da estação é usar o app Maps.me, que funciona bem offline e tem uma precisão muito melhor que Google Maps para trajetos a pé.

Moscou - Entrada no Bunker 42

Tours e visitas guiadas

Mesmo já estando desativado há décadas, o acesso ao Bunker 42 é controlado e as visitas precisam ser agendadas com antecedência. No site oficial, existem uns 8 tipos de tour diferentes, apenas 2 em inglês: Declassified e o Bunker-42 Tour.

O processo de agendamento por email pode exigir um pouco de paciência, porque os horários de funcionamento não são fixos (algumas áreas foram convertidas em salões para eventos, então eles fecham ocasionalmente para grupos privados).

Moscou - Abrigo antiaereo da Guerra Fria Bunker 42

Se preferir reservar um tour guiado, há companhias locais como a Kremilin Tour e o Sputnik8, que usei para fazer 2 tours em São Petersburgo que foram sensacionais.

Share

 

4 Comentários

  1. Olá, tudo bem? Estou fascinado pelo site, realmente está me ajudando muito no meu roteiro. Fiquei com uma duvida desse passeio o Bunker 42, por onde vc fechou e como? Estou vendo pelo o site direto e está muito confuso, parece que não da para reservar ou comprar ingressos antes, eu vou sozinho e somente em outubro….se vc puder me ajudar vou ficar imensamente grato hehe. Obrigado

    • Oi, Mario! Adorei receber a sua mensagem, muito legal saber que curtiu o site 🙂

      Eu visitei o Bunker 42 com um grupo particular. Comprar o ingresso era meio complicado porque não havia horários regulares para o tour. Voltei agora no site oficial e encontrei informações um pouco mais claras para visitantes, indicando tours em inglês diariamente às 13h30 (2200 rublos) e às 18h30 (1800 rublos).

      Você pode enviar email para reservar diretamente com o local (zakaz@bunker42.com) ou contratar um dos tours que mencionei: Kremlin Tours Pradiz (mais cara e mais organizada) ou Sputnik8 (mais roots mas fiz 2 com eles em São Petersburgo e deu tudo certo!)

      Se quiser dar uma força para a gente manter o blog, usa os links daqui quando for reservar os hostels (o site do Booking reconhece que indicamos um leitor e nos oferece uma pequena comissão, sem que você tenha que pagar nem um centavo a mais) 🙂

      Valeu pela visita e boa viagem!

Exibir Comentários