Um dos meus lugares favoritos de Londres, o Covent Garden é cercado de bares e restaurantes, tem um mercado com lojinhas bacanas, feirinha, músicos e artistas fazendo performances na rua…  Logo na saída do metrô, já dá para ver o movimento, os pubs cheios de gente, estátuas vivas, alguém tocando violão ou violino.

Covent Garden - Praca movimentada (foto do blog Vontade de Viajar)

O ideal é chegar cedo, antes das 18h, enquanto as lojas estão abertas e as barraquinhas do Apple Market estão montadas. Essa é a oportunidade de conhecer algumas das marcas mais bacanas de Londres e olhar as vitrines de grandes marcas internacionais.

Entre as minhas preferidas estão a Molton Brown (melhor creme hidratante ever!) e a fofíssima Tintin Shop toda dedicada ao personagem de cartoon belga e seu cachorrinho Milu 🙂

Londres Covent Garden - feirinha Apple Market

Barraquinhas do Apple Market

Fãs de doces, como eu, vão gostar de saber que ali tem uma filial da Ladureé, com seus éclairs e coloridos macarons parisienses, além de uma sorveteria Amorino e uma loja da Godiva, de chocolates belgas. Se preferir um doce local, sempre tem o Ben’s Cookies 🙂

Para as crianças, a Benjamin Pollocks Toyshop tem teatrinhos de fantoche à moda antiga…

Londres Covent Garden - Lojas em Londres

De grifes a lojinhas locais

A dois quarteirões dali, na Long Acre, a papelaria moderninha Scribbler está logo ao lado da Muji, loja japonesa de acessórios pessoais e para a casa com design super clean.

Depois, se você seguir a Long Acre em direção à Leicester Square, ainda vai encontrar a Stanfords Map and Travel Shop, que tem mapas e globos de deixar qualquer viajante louco!

Londres Covent Garden - lojinhas entre os arcos de ferro

Lojinhas entre os arcos de ferro

Museus e programas culturais

Os arredores de Covent Garden também têm muitas opções de programas culturais – como o London Film Museum, que está com uma exposição impressionante dos filmes de James Bond, incluindo storyboards, scripts e carros usados pelo agente 007.

Do cinema para a música, na Bow Street fica a Royal Opera House, onde acontecem não apenas óperas e ballets mas também shows, de Elton John a Björk. Adoro a estátua da bailarina toda charmosa que fica ali em frente.

Londres Covent Garden - bailarina do Royal Opera House

Bailarina do Royal Opera House

Quem tem um pouco mais de tempo também pode visitar o renomado London Transport Museum, que conta a história do crescimento da cidade usando como ponto de partida a evolução do transporte público urbano. Em exposição, um grande acervo de ônibus, trens e bondes desde o século 19.

O prédio de aço e vidro que abriga o museu um dia foi parte do mercado de vegetais e flores de Covent Garden – tem a mesma estrutura que o prédio da praça principal, onde ficam as lojas.

Museu do Transporte (foto: Ian Muttoo)

Museu do Transporte – Foto: Ian Muttoo

Neal’s Yard: o canto mais colorido de Londres

A área dos armazéns desse antigo mercado também ganhou vida nova desde a década de 80, e deu origem ao cantinho mais colorido de Londres: Neal’s Yard. É um beco com prédios de tijolinho e janelas de todas as cores ♥ com entrada pela Monmouth Street ou pela Shorts Gardens.

Londres Covent Garden - Neals Yard

O colorido Neal’s Yard

O que começou com uma loja de produtos naturais hoje tem pizzaria, cabeleireiro e bares (com banquinhos perfeitos pra beber e bater papo ao ar livre nas noites de verão).

Nos anos 80 era um lugar alternativo, uma espécie de jardim secreto, mas hoje as lojas locais Neal’s Yard Remedies e Neal’s Yard Dairy e já ganharam status de boutique. Aliás, essa é a loja de queijo do episódio The Cheese Shop, do Monty Python – era ali no prédio de janelas azuis que os comediantes mais famosos da Inglaterra produziam e editavam suas esquetes! 🙂

Londres Covent Garden - Nanda no Neals Yard

Nanda no Neal’s Yard

Bares à noite em Covent Garden

Na hora do jantar, o restaurante italiano do chef-pop-star Jamie Oliver costuma estar cheio mas não decepciona. Ele também tem um bistrô dentro do Covent Garden, o Jamie’s Union Jacks – que, apesar de ser menor, tem forno a lenha algumas surpresas no cardápio (como pratos do mar e sorvete artesanal de sobremesa).

Covent Garden - bares a noite

Bares à noite no Covent Garden

Na verdade, toda a a região entre Covent Garden e Leicester Square é bastante animada e oferece diversas opções de restaurantes e bares.

Depois do jantar, peça uma jarra de Pimm’s no Fuel Bar, bem na entrada do mercado, para experimentar esse drink local, que é feito com uma espécie de licor misturado com soda e pedaços de frutas, pepino, hortelã e gelo picado. É bem típico do verão londrino.

Londres Covent Garden - Pimms bebida tipica do verao londrino

Pimms bebida típica do verão londrino

Para encerrar a noite, uma opção é a Porter House, que distribui por seus três andares alguns balcões, pistas de dança, varanda, sofás e shows de bandas inglesas. Uma mistura de pub e nightclub bem típica de Londres 🙂

Share

10 Comentários

  1. Eu meio que não tinha uma vontade imensa de ir pra Inglaterra (não me matem!). Mas aí essa é uma das coisas que me faz querer muito ir amanhã mesmo!

  2. Matheus disse:

    Passei quase todas as tardes de um mês inteiro lá no Walkabout Inn e em muitos outros pubs… amor puro!

  3. Fabi disse:

    Nossa…Tenho que conhecer a Icecreamists!!!

  4. […] Leia mais sobre Londres: >> British Music Experience: o museu perfeito para quem gosta de rock inglês. >> Todo o charme da feira de antiguidades da Portobello Road, em Notting Hill. >> As lojas e os pubs mais legais de Covent Garden. […]

  5. Marisa disse:

    Adorei este post! Vou pra lá mês que vem e vou levar as tuas dicas comigo 😉

  6. […] Googoo, que é um sorvete de leite materno, e o Sex Bomb, servido com absinto. Fica no bairro de Covent Garden, um dos meus preferidos em […]

  7. […] quiser fazer mesmo o roteiro completo, você pode dar um pulinho na região de Covent Garden para ver a Royal Opera House, um dos lugares favoritos de Sherlock, e o Lyceum Theatre, onde ele […]

  8. Antenor Henrique Monteiro Filho disse:

    Lugar agradabilissimo! Em dois anos seguidos, fui a Londres e fiquei no hotel Westermisnt na rua jonh sleep, a pe tranquilamente fui ao Covent Garden, tomar minha ceveja preta forte e deliciosa com carpacio e ouvir bela musicas, lugar ótimo sempre cheio. Recomendo, mas prepare o bolso pois uma cerveja Guiness irlandesa custa 8 libras, por exemplo.

  9. […] o Rio Tâmisa – incluindo a antiga casa do escritor Charles Dickens e o Museu dos Transportes, em Covent Garden. O endereço é 35 Little Russell Street e a entrada custa £ 7. Abre de segunda a sábado das […]

  10. […] da cidade estavam sempre a menos de 5 paradas da gente: os restaurantes e as lojinhas divertidas de Covent Garden, as maluquices de Camden Town, os sabores Borough Market (London Bridge Station), as cores dos […]

Exibir Comentários