Viajei pela França em setembro do ano passado, para conhecer a Côte D’Azur. Mas já que ia passar tão perto de Provence, por que não esticar o roteiro para ver os famosos vinhedos e os tão belos campos de lavanda e girassol? Depois de passar 5 dias em Nice, de onde aproveitei para conhecer várias cidadezinhas da região, curti 2 dias bem relax nas praias de Saint-Tropez antes de seguir para Provence.

aix-en-provence-fonte-da-rotonde

Fonte da Rotonde

Pra ir de Saint-Tropez até Aix-en-Provence, sem ser de carro, é preciso pegar um ônibus até Saint-Raphäel ou Toulon, e então seguir de trem. Resolvi ir por Toulon (linha 7801, € 3, 2h) e cheguei com tempo de folga para pegar o trem, então dei uma voltinha pela cidade – mas depois que de passar por lugares lindos na Côte D’Azur, Toulon não me pareceu ter tanta graça…

aix-en-provence-rua-do-centro-historico

Centro de Aix-en-Provence

Aix-en-Provence sim é uma gracinha, super pequenininha e cheia de estudantes! O posto de turismo é muito bem organizado e me deu todas as informações necessárias com muita atenção e cortesia. Lá mesmo eu escolhi os passeios que queria fazer (oh dúvida, são muitos e bem interessantes!) e já saí com o ticket pago, tudo programado e certinho.

Roteiro da arte de Cézanne

Aix é a terra de Paul Cézanne e o turismo local gira muito em torno do pintor. A paisagem da região foi objeto de muitos de seus quadros e é uma delícia ver de perto os campos de lavanda (especialmente Valensole), os vilarejos (Luberon) e os vinhedos (Côtes-de-Provence) que inspiraram tantas importantes obras de arte do impressionismo de Cézanne e Renoir.

aix-en-provence-roteiro-cezanne

aix-en-provence-placa-com-c-dourado-no-chao-indica-o-caminho-do-circuito-cezanne

Circuito Cézanne em Aix

Pelas ruas da cidade, a gente encontra placas douradas com a letra C no chão, marcando a trilha “Steps of Cézanne”, que passa pelos locais que fizeram parte da vida dele – incluindo seu estúdio e a casa onde morou – e nos leva até a montanha Sainte-Victorie, que figurou em tantas de suas pinturas.

aix-en-provence-montanha-st-victoire-pintada-por-cezanne

Montanha St Victoire

Se já quiser sair daqui com o roteiro planejado, o site da secretaria de turismo de Aix-en-Provence tem o guia do circuito Cézanne para baixar em PDF ou app para iPhone e Android, tudo explicadinho.

Atelier em Les Lauves - foto: Steve Wilde

Atelier em Les Lauves – foto: Steve Wilde

A rua principal da cidade é a Cours Mirabeau, e diversas ruazinhas lotadas de restaurantes a vão cortando, num sem fim de ruelas e barzinhos!

O bar Les Deux Garçons é o mais famoso porque era frequentado por Cézanne, mas o atendimento não é muito simpático e dizem que a comida nem é lá tão boa. Eu fui no Bastide du Cours (na própria Mirabeau) e amei! Também vale procurar a sorveteria Giovanni, na mesma rua, que tem o melhor sorvete de todos!

aix-en-provence-frutos-e-sementes-na-feira

Feirinha em Aix-en-Provence

Às terças, quintas e sábados há algumas feiras espalhadas pelo vilarejo: a de roupas e acessórios na Mirabeau, e a de flores, frutas e comidinhas na Place des Prêcheurs são as maiores (mas, cá entre nós, nada que se compare ao belíssimo Marché aux Fleurs, em Nice).  Eu aproveitei a feira da Prêcheurs pra comprar (muitos) temperos de Provence e lavanda 🙂

aix-en-provence-vasilhas-e-jarras-de-porcelana-colorida

Feirinha em Aix-en-Provence

Bate-e-volta para Avignon

A partir de Aix-en-Provence, tirei um dia para conhecer Avignon. A cidade tem mais de 2 mil anos de história e foi a capital do cristianismo no século XIV, quando passou a ser residência dos papas. Ela é rodeada por uma muralha imponente, que guarda o Palais des Papes, um palácio cujo tamanho impressiona, com seus 25 quartos, capelas, cemitério e jardins, à altura do poder do clero naquela época.

provence-franca-ponte-st-benezet-em-avignon

Ponte St Bénézet

Também entre as paredes da muralha estão a Catedral e o Petit Palais (hoje um museu). Do lado de fora, mas bem pertinho, fica a bela ponte Saint-Bénézet, construída no século XIII sobre o rio Rhône e quase não sobreviveu à história, até ser recuperada no século XVII.

provence-franca-bate-e-volta-a-avignon

Nas muralhas de Avignon

Pra quem não quer ir de excursão pra Avignon, nem de carro alugado, a opção é ir de ônibus, que leva 1h15 (linha 23 saindo da Gare Routière, € 17). Mas os vinhedos, apesar de estarem próximos, não são servidos por transporte público, então quem quiser visitar Châteauneuf-du-Pape tem que ir de excursão mesmo.

Mas o passeio mais esperado na região de Provence ainda estava por vir: a visita à fábrica da L’Occitane e o lago de águas verdinhas de Gorges du Verdon! Conto tudo no próximo post, domingo que vem! 🙂

Share

5 Comentários

  1. Muito legal, estou pegando as dicas pois viajarei para lá daqui a 2 semanas. Vejamos se vc consegue me orientar … Fechei todos os dias de hotel em Nice, então pensei em um roteiro assim:
    1º dia) chegamos depois do almoço em Nice e vamos conhecer a cidade (é suficiente para ver tudo ou precisarei de outro dia?).
    2º dia) Saint-Jean-Cap-Ferrat, Èze, La Turbie e Monaco.
    3º dia) Haut de Cagnes, St.-Paul de Vence, e Antibes
    4º dia) Grasse e Cannes
    5º dia) St.-Tropez (esse bate e volta que acho que cansar né? Talvez seja melhor ficar num hotel por aqui e aproveitar o dia seguinte…)
    6º dia) Marseille (estou pensando se vale a pena ir ou não, pq eu Nice até lá vai ser cansativo … ou se eu dormir em St – Tropez já fica mais curta a viagem…) Vc não foi até lá né?
    7º dia) dia livre para conhecer mais Nice, vc acha necessário?
    8º dia) retorno pra casa!
    Vc acha que se eu pegar o dia 6 e 7 e tentar fazer algum lugar na Provence como vc fez, daria tempo?
    Muito obrigada pela ajuda!!!!!!!

    • Oi, Isabela! Sua viagem já tá chegando 😀 Vou tentar ajudar:
      Os dias 2 e 3 estão bem cheios, talvez valha a pena dividir um pouco mais os passeios. St. Tropez não exige tanto tempo se você não pretende fazer turismo de luxo (restaurantes chiques etc.)… acho que não precisa espremer o roteiro pra ficar mais lá.
      Entre Marseille e algum lugar na Provence, eu escolheria a segunda opção – inclusive porque você já vai conhecer outras cidades do litoral, então Provence pode ser uma experiência diferente 😉
      Bjos e boa viagem!

Exibir Comentários

Deixe uma resposta

Close