Diversão na neve de Bariloche

Bariloche é uma das cidades mais visitadas da Argentina, não só pela neve, mas também por sua beleza. Durante as férias de inverno,a quantidade de brasileiros lá é tão grande que chamam a cidade de Brasiloche.

Bariloche - Montanhas e lagos
Lagos de Bariloche

No primeiro dia eu sugiro fazer o circuito Chico (pronuncia-se “tico”), um tour de ônibus pela cidade em que você vê lagos como o Nahuel Huapi, árvores como o chau-chau, que dá um doce típico de lá, e muito mais.

Depois tem esqui para quem quer experimentar os esportes de neve e a volta para o hotel é no fim da tarde.

Bariloche - Ski no Cerro Catedral
Ski no Cerro Catedral

Tem muita coisa legal para ver – por exemplo, o Tronador, um vulcão extinto, que ganhou esse nome pelas avalanches que acontecem em média quatro vezes por dia.

Outro passeio é o Piedras Blancas, para brincar de esqui-bunda, mas com curvas e velocidade.

Veja ofertas de hotéis em Bariloche no Booking.com
Bariloche - Brincando na neve
Brincando na neve

Também adorei Roca Negra, onde andamos de land rover e depois de raquetes para fazer trilha na neve. No fim do dia ainda tem um fondue e um show de fogo para encerrar o passeio.

E para quem quer se divertir ainda mais, tem atividades como o Snowmobile & Quads ou o Refugio Arelauquim, em que nós mesmos dirigimos na neve!

Bariloche - quadriciclo
Passeio em quadriciclo

O passeio começa com um quadriciclo e depois você dirige um snow-mobile, que é tipo uma moto de neve.

E quem não quer fazer nenhuma programação de aventura pode ir ao Refugio Punta Nevada, onde tem muita neve para fazer guerra, anjo ou boneco.

Bariloche - Catedral de Bariloche - foto Ann Majic
Catedral de Bariloche – Foto: Ann Majic

Pelo centro também tem muita coisa legal, como uma pista de patinação, a Catedral Nossa Senhora de Nahuel Huapi e alguns museus que você pode querer visitar: o Museo de La Patagônia (de ciências naturais e história regional) e o Museo Paleontológico (com fósseis de dinossauros e outros animais que teriam habitado a região há até 150 milhões de anos).

Bariloche - snowmobile
Snowmobile em Bariloche

E tem ainda o Museu do Chocolate, que é dentro de uma fábrica criada por um casal de imigrantes italianos e mostra o processo de produção do doce.

Para quem gosta de conhecer os restaurantes, uma dica: não importa o restaurante, chegue antes das 20h. Depois disso, todos ficam cheios.

Serra da Estrela: snowboard em Portugal
Manzaneda: a neve da Galícia, na Espanha

9 comentários

  1. É uma viagem ótima! Esquibunda é a melhor diversão… Parada obrigatória é a Mamuska, uma mistura de café e confeitaria, que fica na rua principal (não lembro o nome). Também que fiz um passeio de barco que chegava perto das Cordilheiras.
    Para maiores de 18 anos que querem night, a opção eram alguns pubs, porque as boates eram frequentadas por pessoas na faixa de 15 anos…
    Ahhhh, e, claro, visita à loja dos Alfajores Havana!

  2. As dicas da Juliana só reforçaram Bariloche na minha lista. Próximo inverno, vou dar um jeito de não me escapar! 😉 Acho que não perco a visita à fábrica de chocolate de jeito nenhum! rs

Deixe uma resposta