Metrô também é arte: 5 estações surpreendentes pelo mundo

Quando fiz um post sobre o metrô de videogame, em Estocolmo, descobri o site Metro Bits, que se dedica a estudar metrôs do mundo todo. Interessantíssimo, com várias informações sobre a arquitetura, a tecnologia, os mapas, as estatísticas e até a arqueologia envolvida nas escavações.

Eu sempre tiro foto nas estações de metrô das cidades que visito, especialmente em lugares que têm estações tão cheias de personalidade, como os metrôs da Rússia (que parecem palácios) e os metrôs da Alemanha (que parecem cenários futuristas!). Dá um pouquinho de vergonha, porque todo mundo que passa fica olhando, mas acho que esse é um aspecto urbano que conta um bocado da história de cada lugar 🙂

O Metro Bits fez uma seleção dos 50 metrôs mais bonitos do mundo – e, com isso, a minha lista de destinos de viagem acaba de crescer mais um tanto. Dá uma olhada nessas estações:

1. Moscou

Komsomolskaya metro station, Moscow

No regime soviético, as estações de metrô de Moscou foram imaginadas como “palácios para o povo”. A Komsomolskaya, como várias outras, tem paredes de mármore e luxuosos lustres.

2. Kiev

Zoloti Vorota

A estação Zoloti Vorota (Golden Gate) em Kiev, capital da Ucrânia, foi inaugurada já no fim da Guerra Fria, depois da queda do muro de Berlim… Ainda sim, exibe a herança soviética do período em que estava sendo construída.

3. Kaohsiung

The Dome of Light

Em Kaohsiung, segunda maior cidade de Taiwan, a imensa e iluminada instalação do designer americano Narcissus Quagliata decora a Formosa Boulevard Station.

4. Munique

subway colors 1

Em Munique, no sul da Alemanha, a estação Westfriedhof é uma caixa concreto com iluminação assinada por Ingo Maurer – designer alemão que faz lustres incrivelmente criativos. Foi uma das estações escolhidas pelo fotógrafo Micha Pawlitzki para seu livro Under Grund, sobre metrôs alemães.

5. Toronto

Bayview Subway Station, Toronto

As estações de Toronto são bem parecidas entre si, mas o projeto “Arts on Track” tem incorporado algumas peças super interessantes. Em 2002, a artista canadense Panya Clark criou ilusões de ótica na estação Bayview, na Sheppard Line. Achei o máximo!

No mundo todo

Muitas cidades adotaram a ideia de expor obras de arte nos corredores e plataformas – além de Toronto, também são exemplos Nova York, Bruxelas, Estocolmo e Atenas. O Rio de Janeiro figura na lista com a estação Cardeal Arcoverde, em Copacabana.

Confira outros posts sobre metrôs do mundo aqui no blog (sim, somos pessoas aficionadas ♥) e descubra também os museus de transporte listados pelo Metro Bits em mais de 30 cidades nas Américas, na Europa e na Ásia.

banner booking 510x65

10 comentários

  1. Muito legal este post. Seria muito legal se implementassem aqui no Rio algo parecido.
    Essa semana vi um post, onde o pessoal na Alemanha tinha colocado numa escadaria de metro um teclado de piano, e em cada degrau tinha uma tecla que tocava sua nota correspondente, muito legal.

    um abraço!

  2. Bem lembrado, Mateus! Esse vídeo é muito bom. O que eu gosto nessa escada-piano é a surpresa das pessoas quando o degrau começa a tocar… rs
    Aqui no Rio tentaram dar esse ar de arte na estação Arcoverde, mas não levaram a ideia adiante nas estações seguintes…

Deixe uma resposta


Close