Como ir de Lisboa a Sintra: o caminho mais bonito

Fizemos o trajeto de Lisboa a Sintra pelo caminho mais bonito, viajando de carro pelo litoral e parando para apreciar a vista do Atlântico. Três fantásticos mirantes (ou miradouros, como dizem os portugueses) estavam no nosso roteiro: Boca do Inferno, Cabo da Roca e Azenhas do Mar.

Pegamos o carro alugado no próprio aeroporto de Lisboa e já partimos para a estrada – deixamos a capital para visitar por último. Como era um vôo direto, sem escalas, a viagem não foi cansativa e desembarcamos por volta do meio dia animados para conhecer as belezas de Portugal! :)

Boca do Inferno, em Cascais

A primeira parada foi a Boca do Inferno, uma ponte natural formada nas pedras pelas ondas do Atlântico. Partindo do aeroporto de Lisboa, chegamos lá em pouco mais de meia hora.

portugal-boca-do-inferno-ponte-natural-no-mar
Boca do Inferno

Conta a lenda que a moça mais bonita da região estava fugindo com o cavaleiro por quem estava apaixonada quando o homem a quem ela tinha sido prometida – um feiticeiro poderoso e ciumento – fez surgir uma terrível tempestade que fez a terra tremer e o mar se revoltar. Nisso abriu-se uma fenda que sugou os amantes para dentro do mar, e aquela fenda jamais se fechou.

Na vida real, é difícil saber ao certo como a Boca do Inferno se formou. Uma das teorias é que antigamente havia uma gruta ali, e a rocha teria sofrido erosão até perder completamente as camadas de cima… Faz sentido quando a gente vê o contorno das pedras, mas a história do feiticeiro é muito mais legal, né? :)

portugal-boca-do-inferno-viagem-em-familia
Viagem em familia em Portugal

Assistir as ondas batendo na Boca do Inferno é uma cena incrível, um bocado d’água entra e sai pela fenda enquanto o resto rebenta contra a rocha! Ouvi dizer que em dias de vento forte as ondas chegam a assustar, e daí o lugar ganhou esse nome.

Atenção a quem está viajando com crianças ou tem tendência a se distrair tirando selfies: todo cuidado é pouco na beira das pedras, especialmente com ventania! Também é bom saber que tem um quiosque ao lado para fazer um lanche antes seguir a estrada ;)

Cabo da Roca, onde a terra se acaba e o mar começa

Continuamos o trajeto por aldeias e vilarejos até chegar ao Cabo da Roca, a ponta mais ao oeste da Europa continental. Daqui pra lá, é só mar até as Américas.

portugal-cabo-da-roca-ponta-mais-ocidental-da-europa
A pontinha da Europa

No século 17, ali era local de um forte militar super estratégico, por estar bem na pontinha do continente e na região central do território de Portugal. Com visão clara do mar, controlava o movimento das embarcações tanto ao norte quanto ao sul.

No século seguinte, o Marquês de Pombal mandou construir o farol que existe até hoje (se quiser entrar para ver, programe-se para visitar o Cabo da Roca numa quarta-feira, único dia em que o farol está aberto ao público).

portugal-cabo-da-roca-farol-da-roca
Farol do Cabo da Roca

Dos três miradouros, esse era o mais cheio, com vários ônibus de turismo estacionados em volta e uma enorme loja de souvenir… E a tendência do lugar era ficar cada vez mais cheio à medida que a hora do pôr-do-sol se aproximava.

Mas a verdade é que basta a gente chegar na beira do mar para esquecer todo aquele movimento. Ali de frente para a imensidão do Atlântico, a sensação é que só tem você e o mar. E o vento, claro.

portugal-cabo-da-roca-por-do-sol-de-inverno-no-oceano-atlantico
Pôr-do-sol de inverno

É um daqueles lugares onde a gente se sente pequeno e grande ao mesmo tempo, onde a gente se encanta com o mundo e fica hipnotizado pelo magnetismo da paisagem.

No centro do miradouro tem um monumento com uma cruz e uma placa que marca as coordenadas geográficas da “ponta mais ocidental do continente europeu”. A citação de Camões que se tornou tão conhecida é um trechinho do Canto III dos Lusíadas, obra-prima do poeta português:

Eis aqui, quase cume da cabeça
De Europa toda, o Reino Lusitano,
Onde a terra se acaba e o mar começa
E onde Febo repousa no Oceano.

portugal-cabo-da-roca-placa-camoes
Versos de Camões

E foi só quando li esses versos que aprendi que Febo é o sol, eu não sabia. Quer dizer que já no século 16 o pôr-do-sol no Cabo da Roca era um espetáculo que ganhava fama :cool:

Azenhas do Mar, pertinho de Sintra

A última parada na nossa aventura de Lisboa a Sintra foi em Azenhas do Mar, uma aldeia de apenas 800 habitantes que se formou sobre uma falésia na beira do mar.

O enclave de casinhas brancas no alto do rochedo é o cenário que faz Azenhas conquistar todo mundo que passa por ali. A foto de cartão postal é tirada do mirante que tem entrada pela Rua Dr. Antônio Brandão de Vasconcelos, mais ou menos na altura da Azinhaga do Beiriz.

portugal-azenhas-do-mar-casinhas-brancas-no-rochedo
Casinhas no rochedo

Dependendo da maré, surge uma faixa de areia que é muito bem aproveitada pelos portugueses no verão. A piscina de água natural é a grande estrela da praia, onde dá pra curtir a água sem se preocupar com as ondas fortes.

Bem em cima da piscina, contornando o rochedo, fica um restaurante que tem vista privilegiada para o mar e um agradável terraço para tomar drinks (é bom fazer reserva).

portugal-azenhas-do-mar-azulejos-nas-casas-da-aldeia-foto-priscila-roque-cultuga
Azulejos de Azenhas – foto: Cultuga

Nesse ponto da viagem, já estamos a apenas 15 minutos de Sintra. Mas se quiser passar a noite para aproveitar a praia e o jantar de frutos do mar, há pousadas locais como a Azenhas do Mar Village.

A aldeia é bem pequena mas é simpática, fiquei apaixonada pelos desenhos em azulejo na fachada das casas. E entre umas e outras a gente ainda tem a surpresa de encontrar versinhos de poesias escritas em pedra ♥

portugal-azenhas-do-mar-poesia-nas-pedras-foto-bruna-barbosa-expressinha
Poesia nas pedras – foto: Expressinha

Dicas para dirigir em Portugal

Não precisa tirar carteira de motorista internacional para dirigir em Portugal. A CNH brasileira é válida em Portugal por seis meses a partir da data de chegada no país.

As estradas de Portugal são muito boas e bem sinalizadas, mas são cheias de pedágios (que em português europeu se chamam portagens) e algumas tarifas custam pra lá de 10 euros.

portugal-viagem-de-carro-de-lisboa-a-sintra
Viagem de carro em Portugal

As locadoras de veículos oferecem um aparelhinho da Via Verde, que permite seguir pela faixa exclusiva sem parar nas cabines de pagamento e sem ter que ficar separando dinheiro o tempo todo. Com esse dispositivo preso no parabrisa, você passa direto pelo pedágio e recebe a cobrança das tarifas no cartão de crédito.

A alternativa é gerar um boleto que deve ser pago em uma agência CTT – Correios de Portugal em no máximo 5 dias (atenção ao prazo pois as multas por atraso de pagamento podem ser pesadas). O sistema também pode ser usado para pagar estacionamentos em várias cidades portuguesas.

portugal-boca-do-inferno-mar-em-cascais
Boca do Inferno

A pegadinha é que tem locadora que cobra pelo aluguel do aparelho da Via Verde. Fique atento pois esse valor de diária não isenta a cobrança dos pedágios, apenas significa que você terá mais um gasto. Informe-se na locadora para ter clareza de como será feita a cobrança.

Rota panorâmica de Lisboa a Sintra

Fizemos esse passeio no dia de Natal, 25 de dezembro, e foi uma ótima maneira de aproveitar o dia quando a maior parte das atrações em Sintra e Lisboa estavam fechadas. Mesmo sendo inverno, fomos presenteados com o céu azul e a temperatura estava agradável – bastava um casaco bom para proteger do vento frio (que bate ali mesmo no verão).

portugal-cabo-da-roca-pescador-no-rochedo
Pescador no mar infinito

A rota panorâmica dá 2h de estrada no total (veja o mapa), sem contar o tempo das paradas para apreciar o visual e tomar um café. Nós fizemos tudo com calma e levamos umas 4h, chegando em Sintra à tardinha. Indo direto pelo caminho mais curto, era possível pra fazer o trajeto de Lisboa a Sintra em apenas 35 minutos – mas certamente a viagem não teria tido a mesma graça :)


Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close