restaurantes-na-russia-dicas-no-blog-vontade-de-viajar

Eu sou ruim de garfo pra caramba, mas achei surpreendentemente fácil comer na Rússia! Ao longo da viagem, anotei algumas dicas das comidas que mais gostei e de restaurantes dos mais diversos níveis em Moscou e em São Petersburgo, para quem quer experimentar pratos típicos mas sem gastar muito. Vamos lá:

restaurantes-na-russia-shokoladnitsa-na-rua-arbat-em-moscou

Café Shokoladnitsa na rua Arbat, em Moscou

1. Strogonoff na Praça Vermelha

Precisamos começar pelo mais importante: você tem que experimentar o strogonoff na terra onde ele foi inventado! Não é exatamente a mesma receita que se popularizou no Brasil, mas é gostoso demais!

restaurantes-na-russia-o-verdadeiro-strogonoff-russo

O verdadeiro strogonoff russo

Provamos o strogonoff russo no Café Bosco U Fontana, dentro do GUM (que no alfabeto cirílico se escreve ГУМ), um shopping sofisticado, com um certo ar parisiense, no meio da Praça Vermelha. Mesmo sabendo que o preço seria alto numa área tão turística, era uma boa desculpa para conhecer o lugar da antiga loja de departamentos do Estado, a coisa mais próxima de um shopping que se tinha na época do comunismo soviético (dizem que vivia com filas enormes). Hoje, o GUM tem lojas das maiores grifes do mundo.

restaurantes-na-russia-shopping-gum-na-praca-vermelha-em-moscou

GUM, a loja do Estado, em Moscou

O strogonoff valeu a pena, porque era delicioso, mas as porções na Rússia são meio pequenas. Eu fiquei satisfeita, mas o Guilherme pediu outro prato de strogonoff pra ele – o garçom achou que era problema de comunicação, não acreditou que ele fosse comer duas vezes! Hahaha

Depois, comi outro strogonoff maravilhoso no Kempinski, em São Petersburgo. Um restaurante super elegante com vista para o museu Hermitage.

2. Fast food na Rússia

Essa questão das porções pequenas faz os restaurantes caros parecerem ainda mais caros. E como ninguém aqui tá com dinheiro sobrando, não tenho vergonha nenhuma de indicar fast food como uma opção pra quem viaja para lá. Para não deixar de provar as comidas típicas, você pode priorizar as redes de fast food locais.

restaurantes-na-russia-teremok-o-fast-food-russo

Teremok, o fast food russo

O Tepemok (pronuncia-se Teremok) é uma rede de lanchonetes fast food com várias opções de comidas populares russas. É um bom lugar para usar o wifi fazer um lanche rápido, experimentar um blini sem gastar muito e tomar um kvass.

O blini é um tipo de crepe, uma massa fininha que vem dobrada com recheio no meio. A massa é um tiquinho diferente e os recheios podem incluir caviar e outros ingredientes que não usaríamos no Brasil, mas quem quiser ficar no básico queijo-e-presunto também encontra essa opção.

restaurantes-na-russia-coffee-house-perto-da-praca-vermelha

Coffee House em Moscou

Já o kvass é uma bebida fermentada bem popular na Rússia e na Ucrânia – é considerada refrigerante nesses países, porque o teor alcoólico é bem baixinho (inferior a 1%).

Outro fast food fácil de encontrar é o Kroshka-Kartoshka (Крошка-Картошка), que é uma franquia parecida com a Batata Inglesa, de batatas recheadas que valem por uma refeição!

3. Chocolate que entrou para a história

Durante o período soviético, o café Shokoladnitsa (Шоколадница) era praticamente o único lugar de Moscou a servir bebidas e sobremesas à base de chocolate. Óbvio que eu tinha que prestigiar esse lugar que prestou um serviço tão importante à população russa 😀

restaurantes-na-russia-frappuccino-de-oreo-no-shokoladnitsa-em-moscou

Frappuccino de Oreo

O endereço original era na estação Oktyabrskaya, mas hoje a rede está muito bem adaptada ao capitalismo, tem diversas franquias por toda a cidade e oferece até frapuccino de Oreo! Não é uma pechincha, mas também tem refeições rápidas, panquecas e outras comidinhas.

Também comemos na Coffe House (Кофе Хауз), maior concorrente do Shokoladnitsa, onde o cardápio é menos caprichado nos doces, mas tem sanduíches e boas opções para comer.

restaurantes-na-russia-shokoladnitsa-cafe-na-rua-arbat-em-moscou

Café Shokoladnitsa

4. McDonald’s e Subway na Rússia

Um amigo meu disse que fez questão de comer no McDonald’s (Макдоналдс ) na Rússia, só pela ironia de consumir o ícone capitalista na antiga sede do comunismo. Eu não fiz isso, mas confesso que apelei para o Subway algumas vezes…

restaurantes-na-russia-sanduiches-do-subway

Subway: sanduíches em russo

É bem engraçado porque a loja do Subway (САБВЗЙ) é idêntica às lojas daqui, então a gente até consegue identificar alguns sanduíches pelas fotos. Na hora de pedir, é só apontar o pão, o queijo, os recheios… rs!

5. Melhor custo-benefício de São Petersburgo

É meio raro eu repetir um restaurante durante uma viagem, porque normalmente escolho algo perto das atrações que estou visitando naquele dia. Não costumo sair do meu caminho só para ir num restaurante específico… Mas o Market Place, na Nevsky Prospekt, mereceu váááárias visitas nossas em São Petersburgo.

Veja dicas de passeios nos arredores da Nevsky Prospekt
restaurantes-na-russia-market-place-em-sao-petersburgo

Market Place em São Petersburgo

A comida é deliciosa, super bem preparada e com ingredientes frescos. Tem suco feito na hora e chá natural, feito das folhas mesmo. O buffet tem algumas opções de pratos principais e diversos acompanhamentos, daí você vai escolhendo e eles te servem.

O preço é pago por porção (por exemplo: um pedaço de carne, uma porção de arroz, uma porção de salada, cada coisa tem um preço definido). É o mesmo esquema do restaurante carioca Delírio Tropical.

restaurantes-na-russia-market-place-buffet-em-sao-petersburgo

Buffet por porção no Market Place

Além da filial na Nevsky Prospekt nº 24, onde fomos algumas vezes, o Market Place tem outra meia dúzia de endereços na cidade, sempre com decoração toda lindinha.

Aproveite para experimentar a kasha, um acompanhamento bem comum, que parece um arroz integral mas na verdade é uma semente de trigo. Bem macio e gostosinho!

restaurantes-na-russia-cardapio-de-drinks-no-market-place-em-sao-petersburgo

Bar do Market Place

6. Comida georgiana na Rússia

A culinária georgiana é bastante popular na Rússia e nós adoramos experimentá-la no Khochu Kharcho (Хочу Харчо), em São Petersburgo. O restaurante tem decoração rústica, porém super elegante, e um atendimento de primeira! Foi uma das melhores surpresas que tivemos na viagem!

restaurantes-na-russia-restaurante-georgiano-khochu-kharcho-em-sao-petersburgo

Khochu Kharcho em São Petersburgo

De entrada nós comemos um tandoor lavash, que é um pão oriental maravilhoso feito no forno de argila, e provamos o pkhali, prato típico da Geórgia, feito com repolho, berinjela, beterraba e nozes.

Para o prato principal o Guilherme escolheu o chashushuli, tipo um cozido de carne bem temperado, e eu escolhi um prato de almôndegas de carne e porco (no cardápio estava petrouna, mas acho que esse não é o nome tradicional). E ainda pedimos um khachapuri, que parece mais ou menos uma pizza em formato de barco com queijo e ovo dentro, também super tradicional da Geórgia. Foi um verdadeiro banquete!

restaurantes-na-russia-pratos-tipicos-georgianos-em-sao-petersburgo

Comidas típicas da Geórgia

O Khochu Kharcho fica pertinho da estação Sadovaya, bem ao lado da praça que tem o metrô. As garçonetes falam inglês, são super simpáticas, o cardápio é traduzido e o restaurante fica aberto 24h. Tudo o que um turista poderia querer, né? Mas juro que não é tourist trap! A comida é uma delícia e vem em porções fartas que valem cada centavo 😉

restaurantes-na-russia-restaurante-georgiano-em-sao-petersburgo

Culinária georgiana na Rússia

7. Caviar bom custa caro

O caviar é uma especialidade russa. Uma amiga minha, quando viajou pra lá, pediu um prato de caviar num restaurante de primeira, devidamente acompanhado de uma dose de vodka, e curtiu a experiência. Pedi a dica, mas ela não se lembrava do nome do restaurante…

Eu e Guilherme não demos a mesma sorte. Em alguns restaurantes o caviar era mais baratinho, mas não era tão gostoso, e em outros o caviar custava os olhos da cara (não acreditávamos quando fazíamos a conversão e encontrávamos um valor na casa das centenas de euros!!!) e não ousamos pedir.

restaurantes-na-russia-cerveja-russa

Cerveja russa

Fizemos uma última tentativa e compramos uma latinha de caviar no mercado – também não acertamos a escolha. Moral da história: se você quiser provar o legítimo caviar russo, melhor abrir logo a carteira 😀

8. Café Pushkin: ostentação

No dia em que chegamos a Moscou, não tivemos tempo de turistar porque já estava ficando tarde, então resolvemos jantar num lugar legal para fazer valer o dia. Acontece que o guia que eu tinha comprado de Moscou era bem resumido e dizia simplesmente que o Café Pushkin (Кафе Пушкинъ) era tradicional e ficava aberto 24h. Imaginei que era algo como o Café Lamas, no Rio de Janeiro – simples, talvez com um toque decadente… Mas não! Chegamos lá e demos de cara com um dos restaurantes mais sofisticados em que eu já fui na vida, chiquérrimo, caríssimo.

restaurantes-na-russia-o-bar-vintage-do-cafe-pushkin-em-moscou

Café Pushkin em Moscou

Mas foi uma experiência ótima, porque o lugar é bonito mesmo e o atendimento é maravilhoso – nos serviram na maior elegância e fingiram que nem viram que estávamos de calça jeans e tênis… rs! Comi um pelmeni delicioso – é um prato típico bem parecido com raviolli, pedacinhos de massa recheados de carne (bovina, suína ou as duas). Normalmente é servido sem molho, mas juro que não é seco.

restaurantes-na-russia-pelmeni-no-cafe-pushkin

Pelmeni no Café Pushkin

Essa foi nossa primeira refeição na Rússia, chegamos a pensar que iríamos à falência nessa viagem! Ainda bem que depois pegamos o jeito e aprendemos os truques para economizar em Moscou e São Petersburgo 😉

Você já viajou para a Rússia? Tem dicas de comidas gostosas lá? Conta pra gente aqui nos comentários!

Veja todas as dicas de Moscou
Veja todas as dicas de São Petersburgo
Share

12 Comentários

  1. Guilherme disse:

    O café Pushkin foi, de longe, o mais caro restaurante que fomos na Rússia. Mas comi uma costela de cordeiro fantástica!

  2. […] indicações no hostel para encontrar lugares com bom custo-benefício. Nós fizemos um post com dicas de onde comer na Rússia, incluindo algumas redes de lanchonetes locais – para quem quer comer rápido e barato, mas ainda […]

  3. Leila disse:

    Pra começar, acredito PERFEITAMENTE que o Guilherme tenha pedido outro prato de strogonoff: afinal, você disse que é gostoso demais e as porções não são muito grandes… E o rapaz é um pouco maior que a gente, né? Em segundo lugar, ADOREI saber que existe um correspondente do Delírio Tropical em São Petersburgo, hahaha! E em terceiro: quando levar os garotos ao Khochu Kharcho, acho que eles vão querer o khachapuri…

    Mas claro que, em Moscou, vou ter que ir nesse Café Puschkin. Hummm.

  4. Robermar disse:

    Estaria abusando se solicitasse que vcs citassem os preços dos pratos no Pushkin? Como chegar à Rússia? Qual o preço das passagens daqui do Brasil para lá? Quanto se deve levar? Quanto tempo ficaram? É difícil fazer a viagem transiberiana?Desculpem-me fazer essas perguntas. Respondam, por favor

  5. Robermar disse:

    Esqueci de pedir a gentileza de sugerirem hoslels, tanto em Moscou quanto em São Petersburgo.

    • Oi, Robermar!
      Os pratos principais no Pushkin custam de 1.500 a 2.500 rublos (atualmente R$ 80 e 135). É só clicar no nome do restaurante ali no post que você pode ver o menu no site (use o tradutor automático do Chrome).
      Nós ficamos 4 dias em Moscou e 5 em São Petersburgo, demos essas e outras dicas nesse post aqui: http://wp.me/p4eMct-1SR O preço das passagens varia muito ao longo do ano, o verão é alta temporada e tudo fica mais caro, por isso optamos pela primavera. Mas não fomos direto do Brasil, viajamos primeiro pela Alemanha e a passagem de Berlim para Moscou custou 130 euros pela AirBerlin (voo de 2h30).
      Eu não fiz a transiberiana, mas tem um blog brasileiro que, apesar de já não estar ativo, tem um arquivo legal sobre essa rota: é o Falando Russo.
      Em breve vamos fazer um post sobre cada hostel que ficamos, com detalhes, mas para te adiantar posso sugerir o Soul Kitchen Jr em São Petersburgo e o Hostel DOM que é um B&B simpático em Moscou. Fica de olho aqui para ver nosso review completo sobre cada um deles!
      Se você curtiu as dicas do blog e quiser dar uma força pra gente, dê preferência para fazer a reserva por esses links aqui no comentário, pois assim o Booking nos dá uma pequena comissão pela indicação (e você não paga nem 1 centavo a mais por isso) 😉
      Abs e boa viagem!

  6. […] numa estação gigante de metrô, teve família achando graça da gente fazendo mil gestos para pedir sanduíches no Subway… Ganhei até parabéns quando acertei o tamanho do pão! “Bolshoi”, eu pedi, tendo […]

  7. Mais um excelente post! =)
    Ia perguntar os preços do Café Pushkin mas já li aqui acima rs.
    Eu não costumo ficar escolhendo restaurantes quando viajo, mas esse é um que farei questão de conhecer. Ele é citado em todos os lugares que leio sobre a Rússia.
    Beijos!

  8. […] inclusive uma lanchonete Subway que quebrou vários galhos entre um passeio e outro ? (a gente Hotel DOM, desde os restaurantes mais chiques até fast food, cheguei a aprender a pedir os sanduíches do […]

  9. […] precisa para cozinhar. Essa é uma boa saída pra quem tá com o orçamento apertado, porque os restaurantes na Rússia podem ser bem […]

Exibir Comentários